EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Foto do(a) coluna

Cultura, comportamento, noite e gente em São Paulo

Exposição ‘Memórias do Império’ apresenta peças raras da história da monarquia no Brasil

Retrato de Dom Pedro II, em óleo sobre tela, de Edouard Viénot, está entre os destaques

PUBLICIDADE

Foto do author Gilberto Amendola
Por Gilberto Amendola

Objetos que contam a história do Brasil Monárquico (1822 a 1889) serão apresentados ao público, de forma inédita e gratuita, na Casa de Vidro do Museu da Cidade, em Campinas.

A exposição Memórias do Império, que será inaugurada nesta terça-feira (1º de agosto), reúne um acervo com 110 peças – algumas consideradas raras – que pertencem à coleção particular do laboratório farmacêutico EMS.

Retrato de Dom Pedro II, em óleo sobre tela, de Edouard Viénot Foto: Arquivo Pessoal

PUBLICIDADE

A empresa é idealizadora da mostra e angariou os objetos ao longo dos últimos quatro anos em que se envolveu e foi investidora do projeto de revitalização do Museu Paulista da Universidade de São Paulo (Museu do Ipiranga).

A organização da mostra é de Paulo César Garcez Marins, doutor em história social pela FFLCH/USP e chefe técnico de acervo e curadoria do museu. Quadros, jornais da época, mobília, além de louças e utensílios domésticos são algumas das peças expostas.

O retrato de Dom Pedro II, em óleo sobre tela, de Edouard Viénot (1848); e o relógio da Fazenda Imperial de Santa Cruz, com mais de 200 anos; são alguns dos exemplos de peças da coleção.

Publicidade

A visitação permanecerá aberta até 23 de setembro, de terça-feira a sexta-feira, das 10h às 12h e das 14h às 17h; e aos sábados, das 10h às 14h.

Relógio da Fazenda Imperial de Santa Cruz Foto: Arquivo Pessoal
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.