PUBLICIDADE

CCXP 22: Jim Starlin, criador do vilão Thanos e do universo espacial da Marvel, virá ao Brasil

Com trabalhos icônicos na Marvel e DC Comics, o artista estará no Artists’ Valley durante os quatro dias de evento em dezembro

Foto do author Matheus Mans
Por Matheus Mans
Atualização:

A organização da CCXP 22 anunciou na manhã desta segunda-feira, 8, que o autor Jim Starlin estará na Artists’ Valley, local que reúne grandes nomes das HQs, nos quatro dias de evento, entre 1º e 4 de dezembro. Escritor de histórias em quadrinhos, ele é o responsável por dar vida a personagens como Thanos, Drax, Gamora, Shang-Chi, Starfox e Dreadstar.

“Nunca estive no Brasil e espero passar um bom tempo com meu colaborador do Dreadstar, Jaime Jamison”, disse Jim, ao Estadão, sobre sua vinda ao País.

Jim Starlin na première de 'Thor: Amor e Trovão'; artista está longe dos quadrinhos da Marvel, mas acompanha de perto os novos filmes Foto: AP

PUBLICIDADE

É interessante notar como, neste momento, as ideias e personagens de Jim estão ligados com o passado mais recente da Marvel Studios, mas também com ligações no futuro do estúdio. Conhecido por sagas espaciais, o trabalho de Starlin foi inspiração para os últimos filmes dos Vingadores nos cinemas, tendo como ponto central a trama cruel do vilão Thanos de dizimar metade do universo com a Manopla do Infinito, em Guerra Infinita.

Para os próximos anos, enquanto isso, é esperado que no próximo filme de Guardiões da Galáxia, previsto para 2023, a Marvel insira ainda mais personagens do panteão cósmico que Jim criou, incluindo Starfox, o irmão de Thanos. Outro que com presença confirmada é Adam Warlock, personagem criado por Stan Lee e Jack Kirby, mas que significativamente teve personalidade e histórias mais memoráveis desenvolvidas pelo próprio Starlin.

“Estamos muito empolgados com a presença de Jim Starlin na CCXP. Impossível pensar em sagas espaciais e não lembrar de suas histórias e personagens, cuja importância e repercussão vão além dos quadrinhos e invadem o cinema, séries e a cultura pop como um todo. Os fãs podem esperar painéis incríveis e já podem começar a montar a pilha de quadrinhos clássicos para serem autografados por mais este grande nome das hqs mundiais que estará pela primeira vez no Brasil”, diz Ivan Costa, cofundador da CCXP.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.