PUBLICIDADE

Melhor biblioteca pública fica na Espanha; veja fotos e conheça finalistas de concurso internacional

Biblioteca, localizada em Barcelona, tem o nome de Gabriel García Márquez e ganhou prêmio por arquitetura que lembra ‘uma pilha de livros abertos com páginas dobradas’

Foto do author Sabrina Legramandi
Por Sabrina Legramandi

Nesta segunda-feira, 21, a IFLA World Library and Information Conference, conferência internacional do setor de serviços de biblioteca, premiou um local na Espanha como a Melhor Biblioteca Pública do Ano. O lugar, que fica em Barcelona, possui o nome do escritor colombiano Gabriel García Márquez e ganhou o reconhecimento pela arquitetura que lembra “uma pilha de livros abertos com páginas dobradas”.

A conferência, que, atualmente, ocorre na Holanda, destacou o “ambiente caloroso e acolhedor” do local, além da incorporação de “uma abordagem holística para a sustentabilidade, envolvimento da comunidade e capacitação do conhecimento”.

Biblioteca Gabriel García Márquez, na Espanha, ganhou o prêmio de Melhor Biblioteca do Ano. Foto: Jesús Granada/SUMA Arquitectura/Divulgação
Biblioteca Gabriel García Márquez, na Espanha, ganhou o prêmio de Melhor Biblioteca do Ano. Foto: Jesús Granada/SUMA Arquitectura/Divulgação

PUBLICIDADE

O prêmio de Melhor Biblioteca Pública do Ano ocorre anualmente e premia o vencedor com US$ 5 mil – R$ 24,7 mil, conforme a cotação atual. Em 2023, 16 livrarias de 11 países diferentes participaram da competição.

Além da Gabriel García Márquez, outras três bibliotecas chegaram à fase final da disputa. Conheça, abaixo, cada uma delas.

Biblioteca Pública Janez Vajkard Valvasor Krško, na Eslovênia

Conheça finalistas do prêmio de Melhor Biblioteca Pública do Ano. Foto: systematic.com/Reprodução

Localizada na cidade de Krško, a biblioteca se destacou pela forma que interage com o entorno. O telhado ondulado acompanha as formas de um rio próximo e o interior possui um pátio interno que permite que a luz natural entre pelo centro do lugar.

Além disso, o local se associa a um Mosteiro vizinho, que abrigava uma antiga biblioteca. Na época da inauguração, a comunidade local teve participação direta na migração entre os dois lugares, com livros passados de mãos em mãos até a nova biblioteca.

Biblioteca da cidade de Parramatta, na Austrália

Conheça finalistas do prêmio de Melhor Biblioteca Pública do Ano. Foto: systematic.com/Reprodução

Localizada em Parramatta, um subúrbio de Sydney, a biblioteca chama a atenção pelo teto vermelho com formas triangulares. Segundo o portal da conferência, o telhado foi projetado desta forma para permitir que a luz do sol entre no local durante o inverno.

Publicidade

No interior, a biblioteca possui elementos inspirados na flora australiana. Conforme a descrição, o local se apresenta como “um casulo vermelho com móveis verdes vibrantes em seu interior”.

Biblioteca Leste de Xangai, na China

Conheça finalistas do prêmio de Melhor Biblioteca Pública do Ano. Foto: systematic.com/Reprodução

Localizada no distrito de Pudong, em Xangai, a biblioteca é a maior do país. A forma é uma referência a uma pedra da região, a Taihu, e, visto de longe, o local parece “flutuar” por ter dois pavilhões cobertos pelas árvores dos arredores.

Além disso, quinze fotografias de redemoinhos de mármore foram “impressos” no exterior do edifício em referência à longa tradição chinesa com a literatura impressa.


*Estagiária sob supervisão de Charlise de Morais

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.