Publicidade

AstraZeneca: ações caem 8% após resultados de testes de remédio contra câncer não serem o esperado

Mercado não reagiu bem aos resultados, pois esperava mais clareza ou dados mais significativos

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

O valor de mercado da farmacêutica anglo-sueca AstraZeneca caiu 8% na manhã desta segunda-feira, 3, depois que os resultados de testes de um novo medicamento contra o câncer de pulmão não foram como o esperado por investidores.

O medicamento datopotamab deruxtecan (Dato-DXd), desenvolvido em parceria com a Daiichi Sankyo, demonstrou que pode interromper a progressão do câncer de pulmão local de um paciente por mais tempo em comparação com docetaxel, o padrão atual de tratamento quimioterápico, mas que é muito cedo para dizer com estatísticas significativas se também viveriam por mais tempo.

AstraZeneca testa o medicamento datopotamab deruxtecan (Dato-DXd), desenvolvido em parceria com a japonesa Daiichi Sankyo. Farmacêutica diz que o julgamento do medicamento continuará como planejado. Foto: Bloomberg photo by Jasper Juinen

PUBLICIDADE

Ken Takeshita, diretor global de Pesquisa e Desenvolvimento da Daiichi Sankyo, disse: “Estamos encorajados pelos resultados estatisticamente significativos do desfecho primário duplo de sobrevida livre de progressão observado com datopotamab deruxtecan e esperamos a análise final de sobrevida global. Planejamos compartilhar esses dados com as autoridades reguladoras para discutir os próximos passos”.

O mercado não reagiu bem aos resultados, pois esperava mais clareza ou dados mais significativos. A descrição dos resultados da fase 3 de testes feita pela AstraZeneca indica que os benefícios do medicamento podem não ser tão altos como o esperado, sugeriram analistas da Jefferies para a Bloomberg.

Nesse sentido, analistas do Barclays e do Credit Suisse disseram que os acionistas esperavam que a AstraZeneca declarasse os resultados “clinicamente significativos”, conforme noticiou o The Guardian. Da mesma forma, analistas do Citi saudaram os resultados de maneira geral positivamente, mas disseram que a droga “pode não ser o benefício absoluto que os investidores esperavam”.

A AstraZeneca disse que o julgamento do medicamento continuará como planejado para avaliá-lo com maior maturidade.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.