Publicidade

25 filantropos doaram, somados, mais de US$ 25 bilhões no ano passado; saiba quem são

Quatro novos integrantes se juntaram à lista elaborada pela revista Forbes, liderada por Warren Buffett e que já acumula R$ 1 trilhão em filantropia

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Vinte e cinco bilionários filantropos dos Estados Unidos já doaram, em conjunto, quase US$ 211 bilhões em suas vidas, até o ano passado. A quantia equivale a R$ 1,021 trilhão, em valores convertidos pela cotação do fim de 2023, e representa uma alta de 7% em relação a um ano antes.

PUBLICIDADE

O levantamento foi elaborado pela revista americana Forbes, para a montagem de um ranking que identifica os maiores filantropos do país. Apenas em novas doações feitas no ano passado foram quase US$ 25 bilhões, o que representou mais de R$ 120 bilhões, em moeda brasileira.

Tais recursos foram direcionados principalmente para causas como pesquisa médica e científica, sustentabilidade ambiental, serviços legais para os mais necessitados e, num ano pré-eleições presidenciais no país, para o fortalecimento da democracia.

Mas a alta de 7% em doações “empalidece”, segundo a revista, em comparação com a expansão recente da fortuna desses bilionários. Principalmente por conta da subida do mercado de ações, o valor dos recursos desses 25 bilionários cresceu para cerca de US$ 1,35 trilhão (atuais R$ 6,71 trilhões), uma expansão de 44% em relação há um ano.

Pelo quarto ano consecutivo, o megainvestidor de 93 anos de idade Warren Buffett, do Berkshire Hathaway, lidera o ranking de doadores. Em um esforço para evitar deixar a sua fortuna para seus herdeiros – prática que o bilionário e os seus filhos consideram “não desejável”, segundo declaração feita em novembro –, ele já direcionou US$ 56,7 bilhões para filantropia. Esse valor cresceu US$ 5,2 bilhões em 2023. Ainda assim, com a alta constante das ações do grupo de investimentos Berkshire Hathaway, o bilionário só conseguiu doar até agora 30% de sua riqueza.

Warren Buffett, Bill Gates e George Soros: três dos bilionários dos EUA que mais doaram em 2023. Foto: Nati Harnik/AP Photo; Matthew Knight

Buffett é criador do grupo The Giving Pledge (Promessa de Doação, em tradução livre), que pede aos seus signatários que repassem à filantropia, ainda em vida, pelo menos metade de suas fortunas. Ao todo, 13 dos 25 principais filantropos dos EUA fazem parte do grupo. Mas apenas o húngaro-americano George Soros, que não é um dos signatários, já ultrapassou a marca de 50% doado. No Brasil, o controlador da incorporadora imobiliária Cyrela, Elie Horn, e o colombiano David Vélez, cofundador do Nubank, assumiram o compromisso do Giving Pledge.

Na lista da Forbes de filantropia, quatro novos entrantes apareceram em 2023. São eles Barbara Picower, viúva de Jeffry Picower, um dos principais beneficiados do esquema financeiro de Bernie Madoff; Bernie Marcus, cofundador da rede de artigos para residências Home Depot, e sua esposa, Billi; o pioneiro da TV por assinatura Amos Hostetter Jr e sua esposa, Barbara; e o ex-CEO do Google Eric Schmidt e sua esposa, Wendy.

Publicidade

Dois bilionários deixaram o ranking por terem morrido em 2023: Chuck Feeney, cofundador do Duty Free Shoppers, e Gordon Moore, cofundador da Intel (a sua esposa e herdeira, Betty Moore, também morreu no mesmo ano). Outros dois bilionários foram superados pelos novos entrantes: Ted Turner, fundador da CNN, e o magnata do setor de cartões de crédito T. Denny Sanford.

Conheça os 25 maiores filantropos dos Estados Unidos:


1- Warren Buffett (CEO do Berkshire Hathaway)

Doações totais: US$ 56,7 bilhões

Aumento de doação em um ano: US$ 5,2 bilhões

Fortuna: US$ 131 bilhões

Porcentagem doada: 30%

Publicidade


2- Bill Gates e Melinda French Gates (cofundador da Microsoft)

Doações totais: US$ 42,5 bilhões

Aumento de doação em um ano: US$ 4,1 bilhões

Fortuna: US$ 125,6 bilhões

Porcentagem doada: 24%


3- George Soros (fundos hedge)

Doações totais: US$ 21 bilhões

Publicidade

Aumento de doação em um ano: US$ 2,6 bilhões

Fortuna: US$ 6,7 bilhões

Porcentagem doada: 65%


4- Michael Bloomberg (fundador da Bloomberg LP)

Doações totais: US$ 17,4 bilhões

Aumento de doação em um ano: US$ 3 bilhões

Fortuna: US$ 96,3 bilhões

Publicidade

Porcentagem doada: 15%


5- MacKenzie Scott (ex-esposa de Jeff Bezos, fundador da Amazon)

Doações totais: US$ 16,6 bilhões

Aumento de doação em um ano: US$ 2,1 bilhões

Fortuna: US$ 35,3 bilhões

Porcentagem doada: 32%



6- Jim e Marilyn Simons (fundo hedge Renaissance Technologies)

Publicidade

Doações totais: US$ 6 bilhões

Aumento de doação em um ano: US$ 830 milhões

Fortuna: US$ 30,7 bilhões

Porcentagem doada: 16%


7- Mark Zuckerberg e Priscilla Chan (cofundador e CEO da Meta)

Doações totais: US$ 4,5 bilhões

Aumento de doação em um ano: US$ 600 milhões

Publicidade

Fortuna: US$ 165 bilhões

Porcentagem doada: 3%


8- Steve e Connie Ballmer (ex-CEO da Microsoft)

Doações totais: US$ 3,75 bilhões

Aumento de doação em um ano: US$ 850 milhões

Fortuna: US$ 123 bilhões

Porcentagem doada: 3%

Publicidade


9- Phil e Penny Knight (fundador da Nike)

Doações totais: US$ 3,6 bilhões

Aumento de doação em um ano: US$ 20 milhões

Fortuna: US$ 42,5 bilhões

Porcentagem doada: 7%


10- Jeff Bezos (fundador e presidente do conselho da Amazon)

Doações totais: US$ 3,3 bilhões

Publicidade

Aumento de doação em um ano: US$ 540 milhões

Fortuna: US$ 196 bilhões

Porcentagem doada: 2%


11- Edythe Broad e família (construção e seguros)

Doações totais: US$ 3,3 bilhões

Aumento de doação em um ano: US$ 160 milhões

Fortuna: US$ 7 bilhões

Porcentagem doada: 32%


12- Barbara Picower (viúva do investidor Jeffry Picower)

Doações totais: US$ 3,1 bilhões

Aumento de doação em um ano: não disponível

Fortuna: não disponível

Porcentagem doada: não disponível


13- Sergey Brin (cofundador do Google)

Doações totais: US$ 3 bilhões

Aumento de doação em um ano: US$ 470 milhões

Fortuna: US$ 119 bilhões

Porcentagem doada: 2%


14- Lynn e Stacy Schusterman (viúva e filha de Charles Schusterman, do setor petrolífero)

Doações totais: US$ 2,9 bilhões

Aumento de doação em um ano: US$ 410 bilhões

Fortuna: US$ 4,5 bilhões

Porcentagem doada: 39%


15- Dustin Moskovitz e Cari Tuna (cofundador do Facebook)

Doações totais: US$ 2,8 bilhões

Aumento de doação em um ano: US$ 710 milhões

Fortuna: US$ 17,2 bilhões

Porcentagem doada: 14%


16- Pierre e Pam Omidyar (fundador do Ebay)

Doações totais: US$ 2,6 bilhões

Aumento de doação em um ano: US$ 750 milhões

Fortuna: US$ 6,3 bilhões

Porcentagem doada: 29%


17- Michael e Susan Dell (fundador da Dell)

Doações totais: US$ 2,4 bilhões

Aumento de doação em um ano: não disponível

Fortuna: US$ 73 bilhões

Porcentagem doada: 3%


18- Ken Griffin (fundos hedge)

Doações totais: US$ 2,2 bilhões

Aumento de doação em um ano: US$ 610 milhões

Fortuna: US$ 37,3 bilhões

Porcentagem doada: 5%


19- Donald Bren (setor imobiliário)

Doações totais: US$ 2,1 bilhões

Aumento de doação em um ano: US$ 10 milhões

Fortuna: US$ 18 bilhões

Porcentagem doada: 12%


20- George Kaiser (setor bancário e petrolífero)

Doações totais: US$ 2 bilhões

Aumento de doação em um ano: US$ 340 milhões

Fortuna: US$ 14,4 bilhões

Porcentagem doada: 12%


21- John e Laura Arnold (fundos hedge e advocacia, respectivamente)

Doações totais: US$ 2 bilhões

Aumento de doação em um ano: US$ 350 milhões

Fortuna: US$ 3,3 bilhões

Porcentagem doada: 38%


22- Charles Koch (Koch Industries)

Doações totais: US$ 1,8 bilhão

Aumento de doação em um ano: não disponível

Fortuna: US$ 55,3 bilhões

Porcentagem doada: 3%


23- Bernie e Billi Marcus (cofundador da Home Depot)

Doações totais: US$ 1,7 bilhão

Aumento de doação em um ano: não disponível

Fortuna: US$ 10 bilhões

Porcentagem doada: 15%


24- Amos e Barbara Hostetter (TV por assinatura)

Doações totais: US$ 1,6 bilhão

Aumento de doação em um ano: não disponível

Fortuna: US$ 3,5 bilhões

Porcentagem doada: 32%


25- Eric e Wendy Schmidt (ex-CEO e presidente do conselho do Google)

Doações totais: US$ 1,4 bilhão

Aumento de doação em um ano: não informado

Fortuna: US$ 21,5 bilhões

Porcentagem doada: 6%

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.