Rodriguinho sobre participar do BBB: ‘Não faria de novo’

Cantor ainda justificou os comentários que fez sobre corpo de Yasmin Brunet em bate-papo no programa na manhã desta quarta, 28; veja melhores momentos

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:
Rodriguinho é o décimo eliminado do BBB 24 Foto: Reprodução de vídeo / Rede Globo

O eliminado do BBB nesta terça-feira, 27, Rodriguinho, participou do “Café com o Eliminado” no Mais Você desta quarta, 28, e fez um balanço de sua participação no reality. O agora ex-brother, que foi eliminado em seu primeiro paredão, assistiu momentos de sua participação no programa e falou sobre suas estratégias de jogo.

PUBLICIDADE

“Nossos maiores inimigos somos nós mesmos”, refletiu, ao avaliar seu desempenho no confinamento. Durante os dias em que esteve na casa, Rodriguinho foi criticado por parte dos espectadores nas redes sociais, como no caso em que ele e outros brothers fizeram comentários sobre o corpo e os hábitos alimentares de Yasmin Brunet.

Rodriguinho também assistiu ao momento de sua primeira e única indicação ao Paredão. Ele foi indicado pela líder Beatriz, com a justificativa de que ela já estaria na mira do ex-Travessos. Rodriguinho contesta que só colocou Bia e Isabelle na mira porque se sentiu impelido pela dinâmica das pulseiras quando pegou a liderança. “Eu não indicaria nenhuma delas ao paredão”, retrucou.

Sobre a justificativa de Beatriz para indicá-lo ao paredão, Rodriguinho argumentou que achou “vazia”, mas que entendia fazer parte do jogo. Apesar disso, opinou que a jogada de Beatriz de indicá-lo ao paredão foi “a mais inteligente” - isso porque ele não acreditava que pudesse ser indicado pela casa.

Por que entrou no BBB?

Rodriguinho também foi questionado sobre a postura que manteve na casa, ao dizer que “não gostaria de estar lá”. Ele explicou que topou participar do reality por causa da mulher, Bruna. “Sempre foi o sonho dela participar”, disse. Após negar o convite por telefone, ele viu sua esposa triste e pensou que poderia topar o desafio.

“Quis sair da casa no momento em que entrei”, confessou o brother. Ele ainda afirmou: “Eu sempre achei que eu sairia”.

Davi

Rodriguinho também falou sobre sua relação com Davi. “A defesa dele, no início, era o ataque”, disse, sobre uma suposta agressividade do motorista de aplicativo ao entrar na casa. “Ele é um menino”, ponderou.

Publicidade

O cantor disse também que se sentiu mal quando Davi afirmou que seu jogo “não era bom”, e também lembrou do momento em que percebeu que o motorista de aplicativo estava jogando bem na casa.

“Fiquei feliz de sair e ver como ele está forte [no reality], porque vi que eu estava certo. Ele está jogando bem”, disse. O cantor disse, também, que se arrepende do modo como agiu como Davi. Rodriguinho crava que o motorista de aplicativo vai para o final do programa, mas a grande vencedora, para ele, será Fernanda.

Pressão estética

Um dos momentos mais esperados do bate-papo ficou para o final. Rodriguinho assistiu momentos em que ele e outros brothers fazem comentários sobre o corpo de Yasmin Brunet. Ao fim da cena, Thalita reforçou que, “como mulher, é difícil ouvir” os comentários que foram feitos no quarto do líder.

Rodriguinho confessa que se esqueceu que participou da conversa sobre o corpo de Yasmin. “A gente esquece das coisas lá dentro”, disse.

“Na hora que começou esse assunto, eu só queria sair. A Yasmin é linda, uma pessoa fantástica e amiga minha”, continuou. A apresentadora disse que Yasmin provavelmente ficará chateada quando souber que o brother participou dos comentários e Rodriguinho concorda. “Eu me expressei mal”.

Sobre os comentários que fez sobre a compulsão alimentar da modelo, o cantor justificou que ele a acompanhava enquanto os dois estavam comendo e que as brincadeiras eram lugar-comum na amizade de ambos. “Nunca senti incômodo dela sobre isso”, disse o cantor, reforçando que prestou assistência quando notou que ela ficou chateada com comentários feitos por outros brothers.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.