PUBLICIDADE

Campeão de tudo: São Paulo não tem pendências em sala de troféus após levar a Supercopa

Título sobre o rival Palmeiras em Belo Horizonte elimina última demanda do time do Morumbi

Foto do author Marcos Antomil
Por Marcos Antomil
Atualização:

O São Paulo é um dos poucos clubes do Brasil que pode se orgulhar de ter disputado e vencido ao menos uma edição de todos os torneios oficiais que disputou e que estão em vigor atualmente. Neste domingo, ao bater o Palmeiras em Belo Horizonte, o time tricolor ergueu sua inédita Supercopa Rei.

Até 2023, o São Paulo também tinha outra pendência em sua lista: a Copa do Brasil. No entanto, sob o comando de Dorival Júnior, novo técnico da seleção brasileira, o time do Morumbi faturou o título ao bater o Flamengo. Uma das consequência da conquista foi se classificar para a Supercopa.

Jogadores do São Paulo vibram com o título da Supercopa, em Belo Horizonte. Foto: Douglas Magno/ AFP

PUBLICIDADE

Na lista de conquistas do São Paulo ainda estão Campeonato Brasileiro (1977, 1986, 1991, 2006, 2007 e 2008), Copa Libertadores (1992, 1993 e 2005), Copa Sul-Americana (2012), Recopa Sul-Americana (1993 e 1994), Campeonato Paulista (1931, 1943, 1945, 1946, 1948, 1949, 1953, 1957, 1970, 1971, 1975, 1980, 1981, 1985, 1987, 1989, 1991,1992, 1998, 2000, 2005 e 2021) e o Mundial de Clubes (1992, 1993 e 2005).

Essa também é a primeira conquista de Thiago Carpini no comando do São Paulo. Sem ainda ter trabalhado em grandes clubes como treinador, o novo comandante foi escolhido para o lugar de Dorival e conseguiu em pouco tempo levar o time ao caminho dos títulos. Antes de chegar ao time tricolor, Carpini havia feitos bons trabalhos no Guarani, no Juventude e no Água Santa.

No time de Diadema, foi vice-campeão paulista, perdendo a decisão para o próprio Palmeiras, de Abel Ferreira. Nesta espécie de revanche, com mais qualidade técnica à disposição, o jovem técnico de 39 anos levou a melhor sobre o português, de 45.

Depois de muitos anos de seca, o São Paulo conseguiu conquistar três troféus nas últimas quatro temporadas. A fila teve fim em 2021, com o título do Paulistão, também sobre o rival Palmeiras. À época, o comandante era o argentino Hernán Crespo. Em 2023, veio a Copa do Brasil, e agora a Supercopa.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.