PUBLICIDADE

Copa do Rei: Atlético de Madrid faz 4 e desbanca rival Real Madrid com golaços

Jogo vai para a prorrogação, mas Griezmann e Rodrigo Riquelme carimbam passaporte do time de Simeone para as quartas de final do torneio mata-mata

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Em um confronto emocionante, o Atlético de Madrid se vingou da última eliminação para o tradicional rival pela Supercopa da Espanha e, nesta quinta-feira, venceu o Real Madrid por 4 a 2 na prorrogação. Com o resultado, a equipe do técnico Diego Simeone garantiu a classificação para as quartas de final do torneio.

PUBLICIDADE

No tempo regulamentar, o Atlético abriu o placar e voltou a comandar o marcador. No final do segundo tempo, o Real voltou a igualar a contagem e levou a decisão da vaga para a prorrogação. Griezmann e Rodrigo Riquelme balançaram a rede e fecharam o confronto em 4 a 2.

As duas equipes voltaram a se enfrentar oito dias após o confronto pelas semifinais da Supercopa da Espanha, em partida que terminou com oito gols, e vitória do Real Madrid pelo placar de 5 a 3.

Griezmann se consagra e leva Atlético de Madrid à próxima fase. Foto: Manu Fernandez/ AP

O clássico foi marcado por um clima de grande tensão mesmo antes de a bola rolar. Já no gramado, o brasileiro Vinícius Júnior voltou a ser insultado com cânticos racistas pelos torcedores do Atlético de Madrid.

No jogo, realizado no estádio Metropolitano, o Real Madrid carimbou a trave do Atlético logo aos dez minutos. Em bela jogada, Bellingham se livrou da marcação e acertou a trave. Vinícius Júnior ficou com o rebote e a chance de abrir o placar, mas chutou para fora.

Dez minutos depois, em ação ofensiva que contou com a participação dos dois atacantes brasileiros, o Real voltou a ameaçar o rival. Primeiro, Rodrygo recebeu bola em condições de finalizar e o goleiro Oblack espalmou. Na sobra, Vini Jr. perdeu outra boa chance de balançar a rede.

Acuado em seu campo, o Atlético de Madrid foi eficiente em sua primeira investida ao ataque e inaugurou o placar quando o rival dominava o confronto. Após cruzamento na área, e desvio da zaga do Real, o brasileiro Samuel Lino chegou no segundo pau e fez 1 a 0 aos 38 minutos da etapa inicial.

Publicidade

Nos acréscimos, uma falha de Oblack determinou o empate no jogo. O meia Modric cobrou falta na área, o goleiro do Atlético de Madrid tentou sair de soco e acabou jogando a bola para o fundo da própria rede.

No segundo tempo, o Atlético de Madrid voltou a liderar o placar graças a um erro da defesa do Real. Camavinga e Rüdiger bateram cabeça na linha defensiva e a bola sobrou livre para Morata fazer 2 a 1, aos 11 minutos.

O Real voltou a botar pressão e o jogo passou a ser um ataque contra a defesa. Tamanha pressão resultou em novo empate. Belingham deu assistência na medida para Joselu cabecear em deixar tudo igual: 2 a 2 aos 36 minutos.

Como no último encontro pela semifinal da Supercopa da Espanha, o jogo foi para a prorrogação. Ao final da primeira etapa do tempo extra, o Atlético de Madrid fez 3 a 2 com golaço de Griezmann, que tirou a camisa na comemoração. E teve mais, no segundo tempo Rodrigo Riquelme recebeu em contra-ataque pela esquerda, mandou no ângulo e fez 4 a 2.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.