Publicidade

Vini Jr. faz 2 gols na volta ao estádio em que foi vítima de racismo e celebra com punho cerrado

Atacante garante empate do Real Madrid em duelo tenso com o Valencia no Mestalla, onde sofreu ataques racistas no ano passado

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Em um jogo recheado de tensão e rivalidade, Vinícius Júnior novamente foi protagonista em campo, desta vez durante o empate por 2 a 2 entre Real Madrid e Valencia, neste sábado, pelo Campeonato Espanhol. Provocado pela torcida, ele recebeu até cartão amarelo. Em campo, fez os dois gols do seu time, que se mantém líder da competição com 66 pontos.

PUBLICIDADE

Ao celebrar o primeiro gol, Vini ergueu o punho cerrado, gesto relacionado à luta antirracista, e encarou os torcedores valencianos. “A luta continua”, escreveu o brasileiro em sua página oficial no X, antigo Twitter, minutos depois da partida, ao compartilhar fotos do momento.

Fora do estádio, uma organizada do Valencia tentou distribuir cartazes com uma figura do jogador brasileiro com nariz de Pinóquio. O cartaz tinha, além da caricatura, uma frase “Pinochius, I don´t care (Pinóquio, eu não ligo)”, em referência às declarações do atacante sobre o episódio em que ele denunciou ao Ministério Público ofensas racistas sofridas no estádio valenciano, em maio do ano passado. Este foi o primeiro jogo dele no local desde o ocorrido.

Vinícius Júnior celebrou gol contra o Valencia com o punho cerrado e olhando para a torcida adversária. Foto: Biel Aliño./EFE

Embora a segurança do Mestalla tenha tentado barrar a entrada dos cartazes, muitos torcedores exibiram panfletos nas arquibancadas. O clima tenso fora do campo passou para as quatro linhas e o juiz precisou de energia para conseguir controlar a partida.

Alvo de xingamentos já dentro do campo, Vinícius Júnior era provocado todo o tempo. Em um lance mais forte, Rodrygo fez uma falta mais forte e quase tomou cartão amarelo no início do primeiro tempo. Logo depois, aos 23 minutos, Vinícius Júnior reclamou de um pênalti em disputa com Folquier na área.

Em meio a esse clima “bélico”, o Valencia abriu o placar com Hugo Duro aos 27 minutos. Dois minutos depois, mais uma bola na rede dos mandantes após erro na defesa de Carvajal. Yaremchu diblou o goleiro e fez 2 a 0. Nos acréscimos, Vini Jr respondeu às provocações com os pés ao escorar cruzamento do próprio Carvajal. Na comemoração, o gesto foi de braço erguido para responder os torcedores locais.

No segundo tempo, o clima de tensão persistiu. Protagonista na etapa inicial, ele repetiu a performance na segunda etapa. Depois de levar cartão amarelo, completou um cruzamento da direita e empatou o jogo e decretando o empate.

Publicidade

A polêmica foi até o minuto final. O juiz encerrou o jogo num cruzamento em que o Real fez o terceiro gol. Os atletas reclamaram, mas ele manteve a decisão de empate em 2 a 2. Após o apito final, o brasileiro ainda se envolveu em uma discussão acalorada com o adversário Selim Amallah.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.