EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Foto do(a) coluna

Futebol, seus bastidores e outras histórias

Opinião|Gols de Romero contra o Vasco podem decidir futuro do jogador por mais tempo no Corinthians

Não há certeza de que o atacante fique para 2024, mas se depender do calor das massas alvinegras nas redes sociais, paraguaio encaminhou sua renovação com o clube paulista

PUBLICIDADE

Foto do author Robson Morelli
Atualização:

Romero pode ter seu contrato com o Corinthians mantido por causa dos dois gols feitos na boa vitória do time diante do Vasco em São Januário, nesta terça. O futebol ainda bebe dessas gratidões. O resultado afastou o Corinthians da queda para a Série B do Campeonato Brasileiro, reduzindo o risco de cair para menos de 1%. O time não está salvo porque restam duas rodadas e as contas se fazem necessárias a cada rodada, uma característica desta edição, mas Romero já tem a gratidão, um sentimento tão lindo da vida, dos corintianos. 

Mas gratidão não combina com profissionalização. O mundo corporativo não se permite apegar aos sentimentos da vida, todos aprendemos isso bem cedo. Nas empresas, você é o que produz e entrega, mesmo assim, se não for o dono, estará sempre sujeito às regras da CLT. No futebol, essa relação não é bem assim. As SAFs (Sociedade Anônima do Futebol) ainda precisam de mais estudo e tempo para mostrar como se comportam diante desse fato, mas as associações esportivas da antiga, centenárias, portanto, ainda se valem muito do “coração” para tomar decisões.

Romero faz a diferença na reta final do Corinthians no Campeonato Brasileiro com seus gols Foto: Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

PUBLICIDADE

É o treinador amigo que volta ao clube depois de ter feito um bom trabalho tempos atrás, com títulos e conquistas. É o jogador, como Romero, que marcou gols importantes em momentos decisivos e delicados na história do time... Quem não se lembra dos dois gols feitos pelo atacante Luisão em jogo das Eliminatórias da Copa de 2002 contra a Venezuela, em vitória que deu ao Brasil vaga naquele Mundial, quando o País, comandado por Felipão, foi pentacampeão? Depois daqueles dois gols, Luizão escreveu seu nome na lista dos convocados para a Copa. Luizão foi penta por causa daqueles gols.

Outro exemplo é o do atacante Breno Lopes, do Palmeiras. Ele marcou o gol contra o Santos na conquista da Libertadores de 2020, jogada em 2021, e se manteve no elenco de Abel Ferreira como um reserva de luxo. Houve muita gratidão em sua permanência. Nem sempre é assim, mas acontece.

Romero se transformou numa espécie de Luizão e Breno Lopes do Corinthians. Há muitos outros nessa condição. Até seus gols em São Januário, seu nome estava numa lista de demissões do elenco para 2024. Deu o que tinha de dar, era o entendimento dos dirigentes. Não ficaria e sua vaga e salário seriam oferecidos a alguém de sangue novo. Nem precisaria ser da mesma posição. Como todos sabem, o grupo corintiano passará por reavaliação assim que a temporada terminar.

Publicidade

No futebol do “coração”, decisões são tomadas no calor da emoção, tudo o que os líderes aprendem a não fazer nas suas empresas. Romero tem números que podem ajudá-lo a assinar novo contrato no Parque São Jorge. É dele cinco gols dos seis últimos feitos pelo Corinthians. Não é pouco. Esses cinco gols foram marcados nos últimos oito jogos da equipe, com um fator pra lá de emotivo: a briga para não cair.

Por isso, tão logo o jogo contra o Vasco acabou em São Januário, o torcedor corintiano tratou de colocar Romero num pedestal. Esse Romero, no entanto, não existe ou não existiu na maior parte da temporada, em todas as competições. O Corinthians foi buscá-lo, também por algum sentimento do passado, de bons serviços prestados uma década antes, como se estivesse contratando o mesmo atacante. Não estava.

Os gols foram, portanto, salvadores para o Corinthians, mas também para o jogador paraguaio, cujo contrato estará em breve na mesa do novo presidente do clube, Augusto Melo, para renovar. Não há certeza de que ele fique ainda. Mas se depender do calor das massas alvinegras nas redes sociais, Romero continuará sendo jogador do Corinthians.

LEIA OUTRAS COLUNAS DE ROBSON MORELLI

Opinião por Robson Morelli

Editor geral de Esportes e comentarista da Rádio Eldorado

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.