PUBLICIDADE

Publicidade

Ronaldinho Gaúcho faz participação em programa de sobrevivência da Turquia; veja vídeos

Ex-jogador foi ovacionado e fez parte de um desafio de futebol na versão turca de ‘Survivor’

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Ronaldinho Gaúcho ampliou a sua lista de aparições em “rolês aleatórios”. A nova aventura do ex-jogador foi participar da versão turca de Survivor, programa de sobrevivência que segue uma linha parecida à do No Limite, mais famoso no Brasil por ter sido transmitido pela Globo. Na atração, pessoas são deixadas em um local remoto e se enfrentam em provas enquanto competem por uma premiação milionária.

A página oficial do Survivor Turquia no X, antigo Twitter, compartilhou nesta quarta-feira alguns momentos da participação do ícone do futebol brasileiro. Vestido com uma camisa de Jayson Tatum, astro do Boston Celtics na NBA, Ronaldinho tem o nome gritado e é aplaudido pelos competidores quando é apresentado por um dos apresentadores do programa. “Estou contende de estar aqui, obrigado pelo convite. Sempre que precisarem, contem comigo”, diz o brasileiro.

Ronaldinho Gaúcho participou da versão turca do programa 'Survivor'. Foto: Reprodução/Survivor/TV8

Também foram compartilhadas imagens do duas vezes melhor jogador do mundo mostrando suas habilidades em um campo de areia, durante uma partida de futebol com os participantes do programa. Em certo momento, ele dá uma amostra de suas melhores virtudes ao matar a bola no peito e virar uma bicicleta para marcar um golaço, deixando todos boquiabertos. Em outro trecho da atração, exibe também o seu talento no futevôlei.

A agenda de Ronaldinho parece estar cheia em 2024. Em janeiro, o craque brasileiro fez um “bico” como modelo no desfile da marca KidSuper, do estilista Colm Dillane, na Semana de Moda de Paris 2024, na França. Ele vestiu uma camisa com seu rosto estampado e um sobretudo ao som de funk na passarela.

Longe dos gramados desde 2018, Ronaldinho é conhecido por sua personalidade carismática e divertida, se aventurando algumas vezes na música e no cinema. Em 2020, contudo, viveu um momento de menos leveza, quando ficou detido por seis meses no Paraguai, ao lado de seu irmão e empresário Assis, acusado de usar passaporte falso para entrar no país. Chegaram a viralizar nas redes sociais fotos e vídeos do brasileiro praticando esportes com outros detentos na cadeia.

No momento em que os dois foram presos, a Organização Mundial de Saúde (OMS) ainda não havia decretado a pandemia de covid-19. Depois, com as fronteiras fechadas, ficaram isolados, sem receber visitas de familiares e sofreram várias derrotas na Justiça até que conseguissem o direito de retornar ao Brasil. Ambos ganharam liberdade após pagar fiança e, dois anos depois, em 2022, foram inocentados após um acordo com as autoridades paraguaias.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.