PUBLICIDADE

Publicidade

F-1: Para quem duvidava de Max Verstappen, tricampeão abre a temporada com vitória de ponta a ponta

Piloto holandês conquista vitória na abertura do Mundial de 2024; Sergio Pérez, também da Red Bull, e Carlos Sainz, da Ferrari, completaram o pódio no GP do Bahrein

Por Estadão Conteúdo
Atualização:

A temporada 2024 da Fórmula 1 começou do mesmo jeito que a edição de 2023 terminou: com vitória de Max Verstappen. De ponta a ponta, o holandês, que também protagonizou a volta mais rápida, fez uma corrida extremamente tranquila e não teve a menor dificuldade para vencer o Grande Prêmio de Bahrein, neste sábado. Esta é a oitava vitória consecutiva do tricampeão mundial e a 55ª da carreira. A última derrota foi no GP de Cingapura, em setembro do ano passado.

PUBLICIDADE

A corrida confirmou novamente o domínio da Red Bull. Sergio Pérez, que havia largado em quinto, também não precisou se esforçar muito para ultrapassar seus adversários e terminar em segundo. Carlos Sainz completou o pódio ao terminar em terceiro, após boas disputas com seu companheiro de equipe, Charles Leclerc.

A Fórmula 1 abriu oficialmente sua temporada na quinta-feira, um dia antes do habitual, por causa de ajustes no seu calendário, em razão do Ramadã, mês sagrado da religião muçulmana, que predomina tanto no Bahrein quanto na Arábia Saudita, etapa seguinte do campeonato. Assim, toda a programação do fim de semana foi antecipada em um dia. Por essa razão, a corrida, a primeira do ano, foi disputada neste sábado.

Verstappen vibra após vencer GP do Bahrein Foto: Ali Haide/EFE/EPA

A corrida

Verstappen dominou a corrida sem enfrentar ameaças e já mostrou na largada que teria mais uma vitória tranquila. Ele suportou uma leve pressão de Leclerc para disparar na frente e abrir segundos de vantagem com extrema facilidade. O holandês passeou pelo circuito de Bahrein. Largando em segundo, Leclerc não conseguiu fazer frente a Verstappen e também foi facilmente ultrapassado por George Russel logo na terceira volta. O piloto da Ferrari travou ainda um bom duelo com seu companheiro de equipe, Carlos Sainz, que tomou a posição do monegasco em duas oportunidades durante a corrida. Na primeira, ficaram a centímetros de se tocarem.

Enquanto isso, Pérez, que largou muito bem, não demorou para assumir a segunda posição, mas em um ritmo muito abaixo de Verstappen, novamente sem conseguir brigar pelo primeiro lugar com o holandês. Em ritmo forte, Sainz passou com facilidade por Russell e ficou em terceiro. Com Verstappen a mais de 17 segundos à frente de Pérez e com Sainz sem conseguir ameaçar o mexicano, a corrida teve emoção em momentos pontuais, como na briga pela quarta posição entre Russel e Leclerc. O britânico falhou e permitiu a ultrapassagem do piloto da Ferrari, que não teve uma grande atuação neste sábado.

Quem também ficou aquém da expectativa foi Fernando Alonso. O espanhol, que mostrou durante a semana muito entusiasmo com o carro, não conseguiu encaixar na corrida e terminou apenas na nona colocação, três a menos de onde largou, atrás também de Lando Norris, Lewis Hamilton e Oscar Piastri. Os pilotos voltam às pistas no Grande Prêmio da Arábia Saudita, que acontecerá entre os dias 07 e 09 de março.

Verstappen vibra com 5º Grand Chelem e afirma que se divertiu

Apesar de estar dominando a Fórmula 1 nos últimos anos, Verstappen não conteve a euforia ao vencer o Grande Prêmio do Bahrein. O holandês, inclusive, comemorou muito o fato de ter se igualado a Michael Schumacher e Alberto Ascari ao alcançar a marca de 5º Grand Chelem, termo utilizado para quem consegue a pole, vence o GP e marca a melhor volta. Agora, ele só perde neste quesito para Lewis Hamilton (6) e Jim Clark (8).

Publicidade

“Inacreditável. Acho que foi ainda melhor do que o esperado. O carro estava muito bom em todos os compostos, foi realmente ótimo de dirigir. Foi muito divertido, me senti muito bem no carro. É especial ter dias assim, onde tudo parece perfeito e você se sente um só com o carro. É uma temporada longa. Alguns dias de descanso e sim, vamos de novo”, disse o piloto da Red Bull.

Verstappen mostrou novamente ter total domínio do carro e não teve a liderança ameaçada em nenhum momento neste sábado, tanto que terminou 22 segundos à frente de Sergio Pérez. “Tivemos muito ritmo, foi muito agradável pilotar. Ficamos longe de problemas, é um ótimo começo de ano, não poderia ter sido melhor. Foi muito divertido, eu me senti muito bem no carro. É sempre muito especial ter esse tipo de dia porque eles não acontecem com tanta frequência, quando tudo corre perfeitamente e estamos em harmonia com o carro”, afirmou.

Já Perez ressaltou que teve alguns problemas no carro, mas destacou que fez tudo o que podia para terminar em segundo. “É o máximo que conseguiríamos alcançar. Corrida complicada com o gerenciamento dos pneus. No geral, é uma ótima forma de começar a temporada. Composto a composto, estávamos deslizando e tivemos problemas com o freio do motor. Tenho certeza que vamos analisar e aprender para Jidá”, completou.

Confira a classificação final do GP Bahrein de F-1

1º - Max Verstappen (HOL/Red Bull), 1h31min44s742

2º - Sergio Pérez (MEX/Red Bull), a 22s457

3º - Carlos Sainz Jr. (ESP/Ferrari), a 25s110

4º - Charles Leclerc (MON/Ferrari), a 39s669

Publicidade

5º - George Russell (ING/Mercedes), a 46s788

6º - Lando Norris (ING/McLaren), a 48s458

7º - Lewis Hamilton (ING/Mercedes), a 50s324

8º - Oscar Piastri (AUS/McLaren), a 56s082

9º - Fernando Alonso (ESP/Aston Martin), a 74s887

10º - Lance Stroll (CAN/Aston Martin), a 93s216

11º - Guanyu Zhou (CHN/Kick Sauber), a 1 volta.

Publicidade

12º - Kevin Magnussen (DIN/Haas), a 1 volta.

13º - Daniel Ricciardo (AUS/RB), a 1 volta.

14º - Yuki Tsunoda (JAP/RB), a 1 volta.

15º - Alexander Albon (TAI/Williams), a 1 volta.

16º - Nico Hülkenberg (ALE/Haas), a 1 volta.

17º - Esteban Ocon (FRA/Alpine), a 1 volta.

18º - Pierre Gasly (FRA/Alpine), a 1 volta.

Publicidade

19º - Valtteri Bottas (FIN/Kick Sauber), a 1 volta.

20º - Logan Sargeant (EUA/Williams), a 2 voltas.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.