PUBLICIDADE

Erosão da BR-101 em Alagoas foi causada por chuva e não tem relação com colapso de mina da Braskem

Trecho da rodovia comprometido está localizado em São Miguel dos Campos, não em Maceió

Por Luciana Marschall

O que estão compartilhando: vídeo em que um homem filma uma rodovia destruída e diz se tratar da BR-101. Ele afirma que, enquanto a televisão mostra que um bairro de Maceió (AL) está afundando, isso já aconteceu na rodovia há muito tempo. Sobre as imagens, há a legenda “Maceió já está afundando”.

O Estadão Verifica investigou e concluiu que: é enganoso. Conforme o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), o trecho gravado em vídeo está localizado entre o km 120 e o km 123 da BR-101 em São Miguel dos Campos, e não em Maceió. As cidades estão a uma distância de 42 quilômetros em linha reta. De acordo com o órgão, fortes chuvas causaram o rompimento da pista em novembro de 2022. Não há relação com a atividade de mineração que tem afetado a capital alagoana.

Afundamento da rodovia foi causado por chuvas, não pela atividade de mineração. Foto: Reprodução

PUBLICIDADE

Saiba mais: O conteúdo que circula no Instagram e no TikTok renta relacionar o rompimento de um trecho da rodovia BR-101 em Alagoas à atividade da petroquímica Braskem em Maceió, capital do Estado.

Neste domingo, 10, a mina 18 da empresa se rompeu em Maceió e há possibilidade de afundamentos em cinco bairros da cidade, cujas áreas de risco já foram desocupadas. O trecho da rodovia que aparece no vídeo, contudo, está localizado entre os quilômetros 120 e 120 da BR-101, no município de São Miguel dos Campos. As duas cidades estão distantes 42,6 quilômetros uma da outra em linha reta.

Maceió e São Miguel dos Campos​ estão a 42 quilômetros uma da outra. Foto: Reprodução do Google Maps

A pista está interditada desde novembro de 2022, quando fortes chuvas caíram na região. O fato foi noticiado na época pela imprensa local.

O Dnit analisou o vídeo enviado pela reportagem e identificou se tratar do mesmo trecho da BR-101. O departamento informou que o rompimento da pista ocorreu “devido a problemas geológicos registrados no pavimento após as chuvas do ano passado”. Ou seja, não há relação com a atividade de mineração da Braskem em Maceió.

No YouTube, o usuário Atiliano Deus publicou em agosto deste ano imagens do mesmo trecho da BR-101. Em outubro, o usuário esteve novamente no local mostrando que a pista continua danificada.

Publicidade

Captura do vídeo que circula com alegação falsa nas redes sociais. Foto: Reprodução
Imagem publicada no YouTube pelo usuário Atiliano Deus. Foto: Reprodução

O Dnit não informou prazo para a restauração da rodovia, interditada há mais de um ano. Conforme o órgão, neste momento está sendo implantada uma nova pista para restabelecimento do tráfego.

Alegação semelhante à verificada aqui também foi checada por Aos Fatos e AFP.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.