PUBLICIDADE

É falso que o governo do Japão retirou o sinal da Globo do ar

Decisão tomada em 2019 partiu da própria emissora como uma decisão de negócio

Por Milka Moura

O que estão compartilhando: que o Japão retirou o sinal da Rede Globo do ar após 22 anos. O governo asiático teria alegado que a emissora é um “mau exemplo” para suas futuras gerações.

O Estadão Verifica investigou e concluiu que: é falso. Segundo comunicado da IPCTV, que era afiliada da Globo no Japão e transmitia programações em português no país, a decisão de encerrar o sinal partiu da própria emissora.

Boato que circula desde 2019 nas redes sociais engana ao afirmar que a Globo foi considerada "mau exemplo". Foto: Reprodução/Instagram

PUBLICIDADE

Saiba mais: Uma imagem compartilhada no Instagram desinforma ao afirmar que o Japão “retirou a Rede Globo do ar após 22 anos, alegando que a emissora é um mau exemplo para suas futuras gerações”.

A alegação infundada circula nas redes sociais desde meados de 2019. Naquele ano, a Rede Globo realmente encerrou as transmissões de seu sinal para o Japão. A decisão partiu do próprio grupo. Segundo comunicado da IPCTV à época, a decisão se deu “como parte de um movimento de mudança e de novos modelos de negócios”. Não há menção de que a Globo foi considerada um “mau exemplo”, como afirma o conteúdo checado.

Não é a primeira vez que a emissora é alvo de desinformação. O Estadão Verifica já mostrou ser falso que a Globo deixaria de ser transmitida em 43 países da Europa. Na verdade, a própria emissora encerrou exibição da Globo Internacional em operadoras de TV paga para investir na plataforma Globoplay. Os brasileiros no continente continuaram a ter acesso aos programa por meio do serviço de streaming.

Esse conteúdo também foi checado por Fato ou Fake, E-farsas e Boatos.Org.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.