PUBLICIDADE

EUA tiveram 15 casos de ataque a tiros em massa desde o massacre em Uvalde

Segundo a Gun Violence Archive, pelo menos 11 pessoas morrem e 67 ficaram feridas em eventos classificados como ‘ataque a tiros em massa’, quando mais de 4 pessoas são feridas ou mortas por vez

Por Annabelle Timsit
Atualização:

THE WASHINGTON POST - Depois do ataque a tiros a uma escola primária que custou a vida de 19 crianças e dois professores na semana passada em Uvalde, Texas, muitos políticos, figuras públicas e defensores do controle de armas disseram que o governo dos Estados Unidos deveria garantir que tiroteios em massa não voltem a acontecer.

PUBLICIDADE

Mas ataques a tiros em massa já aconteceram de novo – e de novo. Pelo menos 15 ataques em massa ocorreram nos Estados Unidos desde 24 de maio, da Califórnia ao Arizona e ao Tennessee.

Somente durante a comemoração do Memorial Day – feriado em homenagem aos militares que morreram à serviço da pátria, que abrange sábado, domingo e um feriado federal na segunda-feira – houve pelo menos 12 tiroteios em massa no país.

Cena de tiroteio em massa em Oklahoma, durante festa do Memorial Day. Foto: Ian Maule/Tulsa World via AP Foto: Ian Maule/Tulsa World via AP

Esses incidentes, colhidos em reportagens locais e declarações da polícia, atingem os requisitos para serem caracterizados como ataques a tiro em massa, conforme definido pelo Gun Violence Archive (GVA), uma organização de pesquisa sem fins lucrativos dos EUA.

A GVA define um tiroteio em massa como o evento em que “quatro ou mais pessoas são baleadas ou mortas, sem incluir o atirador”. Vários desses ataques a tiro ocorreram em festas - um deles em um evento do Memorial Day.

Pelo menos 8 pessoas morreram e 55 ficaram feridas em tiroteios em massa durante o feriado, segundo a GVA e fontes de notícias locais. Desde o tiroteio em Uvalde na terça-feira passada, pelo menos 11 pessoas foram mortas e 67 ficaram feridas.

Brian Stelter, correspondente-chefe e âncora de notícias da CNN, interrompeu uma transmissão no domingo sobre a resposta ao massacre em Uvalde para contar aos espectadores sobre outro ataque – no Tennessee.

Publicidade

“Assassinatos em massa como Buffalo e Uvalde se tornam notícia nacional, mas muitos tiroteios em massa não. Eles acabam sendo histórias locais”, disse Stelter, em um clipe que foi visto mais de 370 mil vezes no Twitter.

Na noite de sábado, seis adolescentes foram feridos por tiros em Chattanooga, Tennessee, no que o prefeito Tim Kelly disse ser provavelmente “uma briga entre outros adolescentes”.

As vítimas, que tinham entre 13 e 15 anos, foram transportadas para um hospital, e duas tiveram ferimentos com risco de vida, de acordo com o Departamento de Polícia de Chattanooga.

Kelly disse que estava “com o coração partido” pelas famílias das vítimas e “bravo” com a inação política sobre as leis de armas durante uma entrevista coletiva após o tiroteio.

O tiroteio em Chattanooga foi um dos pelo menos cinco tiroteios em massa que ocorreram apenas no sábado, segundo a GVA.

No domingo, houve pelo menos mais cinco tiroteios em massa, incluindo um em um festival do Memorial Day em Taft, Oklahoma.

As autoridades disseram que uma pessoa morreu e sete ficaram feridas, incluindo um menor de idade. O Departamento de Investigação do Estado de Oklahoma disse que um suspeito se entregou e estava sob custódia.

Publicidade

Enquanto isso, uma pessoa morreu e outras três ficaram feridas durante um tiroteio em uma festa no condado de Merced, na Califórnia, disse o escritório do xerife. Uma vítima ainda estava em “estado crítico” na tarde de domingo.

Tiroteios e ataques a tiro continuaram na segunda-feira, quando a polícia de Benton Harbor, em Michigan, foi chamada para uma área ao redor de uma loja de bebidas nas primeiras horas da segunda-feira. Um homem morreu e seis ficaram feridos por tiros, de acordo com a WNDU.

No mesmo período, duas pessoas morreram e outras duas ficaram feridas durante um tiroteio em uma festa em Port Richmond, na Pensilvânia, de acordo com declarações da polícia. As vítimas tinham idades entre 14 e 21 anos, e a polícia disse à FOX 29 Philadelphia que encontrou 47 cápsulas no local.

Foi a “segunda cena de DUPLO HOMICÍDIO em duas horas” na cidade, de acordo com Steve Keeley, repórter da FOX 29 Filadélfia, depois que um pai e seu filho de 9 anos foram baleados dentro de um carro na Filadélfia na noite de domingo, disse a polícia.

A ladainha sombria de tiroteios em massa começou antes mesmo do início oficial do fim de semana, quando a polícia em Anniston, Alabama, disse que tiros começaram após uma festa de formatura com a presença de mais de 150 jovens e adolescentes de 14 anos. Seis pessoas ficaram feridas por tiros.

E na tarde de sexta-feira, em Michigan, policiais do condado de Mecosta encontraram três crianças com menos de 10 anos e uma mulher mortas por aparentes ferimentos de bala quando responderam a um relato de um homem com uma arma e tiros disparados contra uma residência particular.

Eles também encontraram um homem com um ferimento de bala na cabeça, que foi levado para um hospital. Parentes disseram a uma agência de notícias local que as crianças eram irmãos e tinham 3, 4 e 6 anos, e que a mulher era sua mãe.

Publicidade

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.