Kate Middleton e a polêmica da foto editada; veja vídeo e entenda as distorções

Imagem pretendia responder aos questionamentos sobre a saúde da princesa de Gales, mas teve efeito contrário

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

A imagem que deveria encerrar a especulação sobre a saúde da princesa de Gales, Kate Middleton, 42, teve o efeito contrário. Sua primeira foto oficial em meses, desde que passou por uma cirurgia abdominal, foi editada - o que só aumentou o alarde. E cada detalhe do retrato de família em que ela aparece ao lado dos filhos George, Charlotte e Louis tem sido esmiuçado nas redes sociais.

PUBLICIDADE

Há, por exemplo, uma falha na manga da blusa da princesa Charlotte, como se um pedaço tivesse sido apagado; o zíper do casaco de Kate está desalinhado; a mão na cintura do caçula Louis está borrada; uma parte do piso está desalinhada; e as folhas da árvore ao fundo estariam verdes demais já que a primavera ainda nem começou na Inglaterra.

A foto, publicada em em homenagem aos Dia das Mães no Reino Unido, foi tirada pelo príncipe William, o herdeiro da coroa britânica, e editada pela própria princesa, segundo o Palácio de Kensington.

“Como muitos fotógrafos amadores, ocasionalmente faço experiências com edição. Queria expressar as minhas desculpas por qualquer confusão causada pela foto de família”, disse Kate Middleton em breve declaração publicada nas redes sociais.

Foto postada pelo Palácio de Kensington foi retirada do ar por diversas agências de notícias após sinais de manipulação; Kate confirmou que a foto foi editada e pediu desculpas Foto: Reprodução X/@KensingtonRoyal

A foto cedida pelo Palácio foi divulgada pelas principais agências internacionais de notícias do mundo e retirada de circulação, quando as distorções da imagem foram percebidas.

O retrato de família buscava dar uma resposta às especulações sobre a saúde da princesa, que não é vista em público desde o Natal e foi internada, em 16 de janeiro, para uma cirurgia abdominal. Kate teve alta no dia 29 do mesmo mês e só deveria retomar as atividades da realeza na Páscoa, no fim de março.

Diante dos rumores e teorias da conspiração, a princesa emitiu uma declaração no mês passado para dizer que estava bem. O Palácio não informou o motivo da operação, mas negou que tivesse relação com um câncer.

Publicidade

O Ministério da Defesa do Reino Unido publicou, na semana passada, que ela voltaria às atividades públicas em um desfile militar, em 8 de junho. Os serviços reais, no entanto, não confirmaram a informação que foi removida horas depois. Segundo relatos da imprensa britânica, a Defesa teria anunciado a aparição de Kate Middleton sem consultar o Palácio de Kensington, com base na expectativa de que ela inspecionaria as tropas em cerimônia militar, pois tem o título real de coronel honorário da Guarda Irlandesa.

Após o comunicado admitindo a edição, uma nova foto da imprensa britânica mostra a princesa dentro de um carro, deixando a residência oficial em Windsor ao lado do marido, William. O príncipe herdeiro chegou sozinho à cerimônia na Abadia de Westminster, que celebrava os 75 anos da Commonwealth, depois de acompanhar a princesa em outro destino desconhecido./COM AP E AFP

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.