Paciente com chip cerebral conseguiu movimentar mouse com o pensamento, diz Elon Musk

Bilionário é dono da startup Neuralink, que pesquisa como implementar chips cerebrais em humanos

PUBLICIDADE

Foto do author Redação
Por Redação

Um paciente com chip da Neuralink implantado no cérebro já consegue fazer movimentar o cursor na interface de um computador apenas com o pensamento, afirmou o bilionário Elon Musk na noite de segunda-feira, 19.

PUBLICIDADE

O empresário é dono da Neuralink, startup de neurociência fundada em 2016 com o objetivo de desenvolver chips cerebrais em humanos para que pessoas consigam navegar por dispositivos eletrônicos apenas com a mente, sem movimentações físicas. Elon Musk é também dono da Tesla (de carros elétricos), Space X (de foguetes espaciais) e do X (rede social, antigo Twitter).

“O progresso é bom, e o paciente parece ter se recuperado totalmente, com efeitos neurais dos quais estamos cientes. O paciente é capaz de mover um mouse pela tela apenas pensando”, declarou Elon Musk em bate-papo por voz no X Spaces, ferramenta da plataforma.

Neuralink é a startup de implantes cerebrais fundada por Elon Musk Foto: Dado Ruvic/Reuters - 19/12/2022

O bilionário refere-se ao primeiro paciente humano da Neuralink. Em janeiro, a startup anunciou o implante em um humano, movimento inédito na história da empresa — que, até então, só fazia testes em animais, como macacos e porcos. O empreendimento surgiu após a companhia receber aval da agência reguladora dos Estados Unidos, em maio de 2022.

Segundo Musk, o objetivo da Neuralink é permitir que o paciente consiga clicar em botões e movimentar o cursor em várias direções na interface do computador. “Estamos tentando fazer com que o maior número possível de botões seja pressionado pelo pensamento. É nisso que estamos trabalhando atualmente”, disse.

O chip cerebral da Neuralink chama-se Telephaty (telepatia, em tradução livre) e permite que um humano controle um computador ou celular com o pensamento. A cirurgia é feita por um robô, capaz de implantar fios ultrafinos no cérebro dos pacientes.

A startup afirma que, no início, o foco da Neuralink deve ser inserir os chips em pessoas com movimentação reduzida.

Publicidade

Em 2021, a Neuralink afirmou que macacos estavam conseguindo jogar jogos como pongue com a mente.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.