PUBLICIDADE

EXCLUSIVO PARA ASSINANTES
Foto do(a) coluna

Bastidores da política e da economia, com Julia Lindner e Gustavo Côrtes

Candidatos à reeleição ganham 10 vezes mais verba eleitoral do que iniciantes

PUBLICIDADE

Foto do author Mariana Carneiro
Foto do author Julia Lindner
Foto do author Gustavo Côrtes
Por Mariana Carneiro,Julia Lindner e Gustavo Côrtes

Candidatos a deputado federal que disputam a reeleição ganharam quase dez vezes mais recursos eleitorais nesta campanha do que os concorrentes que tentam ingressar na Câmara. Levantamento feito pela Coluna do Estadão, com base em dados do TSE, mostra que os candidatos com mandato receberam, em média, R$ 1,8 milhão até o momento, enquanto os demais tiveram receita, em média, de R$ 195 mil. Já no Senado, os candidatos que tentam a reeleição receberam mais do que o dobro do que os que concorrem sem cargo. No primeiro caso, a média foi de R$ 2,8 milhões, ante R$ 1,1 milhão para quem deseja ingressar no Senado. As quantias levam em conta recursos vindos do fundo eleitoral, de doações, próprios e do fundo partidário.

Sinais Particulares, por Kleber Sales

Arthur Lira, presidente da Câmara (PP-AL)

 

PUBLICIDADE

CACIFE. O TSE afirma que a classificação sobre candidatos que tentam a reeleição é autodeclarada. Os dados ainda são parciais, mas já denotam a força econômica que os atuais políticos têm sobre os concorrentes que tentam estrear ou voltar à Câmara.

CACIFE 2. Especialistas dizem que, com o advento do fundo eleitoral, a tendência é que a renovação na Câmara, presidida por Arthur Lira, será menor neste ano em razão do poder econômico dos atuais congressistas.

Publicidade

Click

 

Márcio França, candidato ao Senado (PSB-SP)

Teve foto com Marcos Pontes (PL) publicada por Janaína Paschoal (PRTB) com a ferina legenda: "Unidos para ferrar a única candidata disposta a defender o Brasil".

Pronto, falei!

"Mais do que palavras, esperamos de Lula atitudes efetivas para mostrar que está revendo posições equivocadas em relação ao setor", disse, sobre acenos do petista ao agro.

Publicidade

Tirso Meirelles, vice-presidente da FAESP

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.