Coronel que mantinha arsenal em apartamento é internado em Campinas

Homem foi localizado ferido em praça da cidade do interior de São Paulo. Exército apura incêndio no imóvel do oficial da reserva

PUBLICIDADE

Por Rariane Costa
Atualização:

Alerta: a reportagem abaixo trata de temas como suicídio e transtornos mentais. Se você está passando por problemas, veja ao final do texto onde buscar ajuda

PUBLICIDADE

O coronel da reserva Virgílio Parra Dias, de 69 anos, investigado por guardar armas e munições em um apartamento em Campinas foi encontrado nesta madrugada com ferimentos no pescoço em uma praça do município. O homem foi encaminhado ao Hospital Municipal Doutor Mário Gatti e está internado desacordado, mas estável, ainda sem previsão de alta.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP) o Centro de Operações Policiais (CEPOL) foi informado sobre uma ocorrência de tentativa de suicídio durante a madrugada em uma praça do Jardim Chapadão, em Campinas. Os policiais localizaram o coronel com ferimentos no pescoço que teriam sido causados por ele mesmo. O caso foi registrado no Plantão do 1ºDP de Campinas e o canivete usado na ação apreendido.

Moradores foram evacuados e edifício está interditado Foto: Google

Na segunda-feira, 26, o Exército abriu processo administrativo para investigar a regularidade de armas e munições que Virgílio mantinha no apartamento que pegou fogo no último fim de semana. Na ocasião, a polícia encontrou e recolheu 111 armas, 25 embalagens contendo pólvora, 39 embalagens com espoletas e 15 carregadores de munição.

Quarenta e quatro pessoas foram retiradas do prédio, 37 foram atendidas após inalarem fumaça vinda do incêndio. A evacuação do prédio envolveu até mesmo resgates com cordas em uma espécie de rapel já que a portaria do edifício precisou ser interditada.

Durante o incêndio o coronel foi visto na frente do prédio mas foi embora sem prestar esclarecimentos às autoridades.

Onde buscar ajuda?

Se você está passando por sofrimento psíquico ou conhece alguém nessa situação, veja abaixo onde encontrar ajuda:

Publicidade

Centro de Valorização da Vida (CVV)

Se estiver precisando de ajuda imediata, entre em contato com o Centro de Valorização da Vida (CVV), serviço gratuito de apoio emocional que disponibiliza atendimento 24 horas por dia. O contato pode ser feito por e-mail, pelo chat no site ou pelo telefone 188.

Canal Pode Falar

Iniciativa criada pelo Unicef para oferecer escuta para adolescentes e jovens de 13 a 24 anos. O contato com o Canal Pode Falar pode ser feito pelo WhatsApp, de segunda a sexta-feira, das 8h às 22h.

SUS

Os Centros de Atenção Psicossocial (Caps) são unidades do Sistema Único de Saúde (SUS) voltadas para o atendimento de pacientes com transtornos mentais. Há unidades específicas para crianças e adolescentes. Na cidade de São Paulo, são 33 Caps Infantojuventis e é possível buscar os endereços das unidades nesta página.

Mapa da Saúde Mental

O site Mapa da Saúde Mental traz mapas com unidades de saúde e iniciativas gratuitas de atendimento psicológico presencial e online. Disponibiliza ainda materiais de orientação sobre transtornos mentais.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.