PUBLICIDADE

Motociclista suspeito de roubos em Pinheiros e nos Jardins é preso em flagrante com 13 celulares

Homem de 19 anos fugiu ao ser abordado pela polícia na Rua Cardeal Arcoverde; ele estava armado com um revólver

Foto do author Redação
Por Redação

Um homem de 19 anos foi preso em flagrante na tarde de sexta-feira, 28, suspeito de realizar roubos de celulares em Pinheiros e nos Jardins. A prisão ocorreu na Marginal do Pinheiros após perseguição iniciada na esquina da Rua Cardeal Arcoverde com a Avenida Eusébio Matoso, na zona oeste da cidade de São Paulo, segundo informações da Secretaria de Estado da Segurança Pública de São Paulo (SSP-SP).

PUBLICIDADE

Ao todo, 13 telefones foram encontrados com o detido, além de um revólver, a motocicleta possivelmente utilizada nos arrastões e outros objetos. De acordo com a secretaria, o veículo estava com o chassi adulterado. Os itens foram apreendidos.

A prisão ocorreu durante um patrulhamento da Polícia Militar, no qual policiais foram informados de um motociclista que estaria realizando roubos em Pinheiros. Segundo a SSP-SP, o indivíduo recebeu ordem de parada, mas fugiu.

O homem foi preso em flagrante na sequência por roubos, receptação, porte ilegal de arma de fogo, desobediência e associação criminosa. O boletim de ocorrência foi registrado no 14º Distrito Policial, de Pinheiros.

Caso é investigado pelo 14º DP, em Pinheiros Foto: Google Street View/Reprodução

Assaltos a mão armada têm chamado a atenção em bairros do entorno nos últimos meses. Há 10 dias, um idoso de 67 anos levou um tiro de raspão na cabeça ao ser assaltado por dois homens em uma motocicleta na Avenida Pedroso de Morais, em Pinheiros.

Outro caso que também teve repercussão ocorreu na Vila Olímpia, na zona sul, neste mês. Um homem suspeito de tentativa de assalto disparou contra uma mulher que o filmava a partir da janela de um prédio vizinho. Segundo a polícia, ele fugiu e não houve registro de feridos.

Divulgado em 20 de julho, o Anuário do Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP) apontou que quase um milhão de celulares foram roubados ou furtados no Brasil em 2022, uma alta de 16,6% ante 2021. Do total, mais de 1/3 dos roubos e furtos ocorreram em São Paulo, mas os maiores crescimentos em termos proporcionais foram registrados na Bahia e no Rio de Janeiro.

Publicidade

Tudo Sobre
Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.