PUBLICIDADE

Prefeitura de São Sebastião divulga nomes de 12 mortos nas chuvas do litoral de SP

Toda as vítimas já foram identificadas e liberadas para os sepultamentos pelas famílias, segundo a prefeitura

Atualização:

A Prefeitura de São Sebastião divulgou uma nota em seu site nesta terça, 21, confirmando os nomes de 12 vítimas das enchentes e desabamentos em decorrência das forte chuvas que atingiram a cidade nos últimos dias. Até o momento, 44 óbitos foram confirmados pelo gabinete de crise instalado na região, sendo 43 em São Sebastião e um em Ubatuba. Os trabalhos de busca, resgate e salvamento seguem ativos na região, que atualmente tem 1.730 desalojados e 766 desabrigados em toda área.

A Escola Municipal de Barra do Sahy estava lotada de desabrigados, nesta segunda-feira. Foto: Instituto Verdescola/ Acervo

De acordo com a nota divulgada pela administração municipal, as vítimas identificadas são:

- Levy Santos de Oliveira

- Francisco Lara

- Dandara Vida Caze de Souza

- Gabriela Ribeiro

- Donaria Santos Figueredo

Publicidade

- Rosângela Sandanha da Silva

- Fabiane Freitas de Sá

- Robério Lima Saldanha

- Samuel de Lima Silva

- Ellyza Nayanne Celestino de Lima

- Yan Allyab Celestino de Lima

PUBLICIDADE

- Eduardo Leonel

Um espaço para a realização de um velório coletivo está sendo disponibilizado pela prefeitura da cidade.

Além da lista oficial divulgada pela prefeitura, outras vítimas das fortes chuvas já foram reconhecidas por parentes. Josefa Ilma, de 39 anos, e a filha Sophia, de nove meses, foram vítimas de deslizamentos de terra em Barra do Sahy. A informação foi confirmada ao Estadão pela sobrinha de Josefa, Cleiciane.

O marido de Josefa e pai da menina, Isaquel da Silva Procópio dos Santos, consta da lista oficial da Prefeitura de São Sebastião de 81 pessoas que se abrigaram numa unidade escolar do Instituto Verdescola, em Barra do Sahy.

Os primos Eduardo Leonel Chrestan, de 11 anos, e Dandara Vida, de 10 anos, que constam da lista municipal, também morreram depois das quedas de barreiras em Barra do Sahy, na costa sul de São Sebastião.

A morte de Eduardo foi confirmada à reportagem pela prima da criança, a atendente Julia Alyssa Vicente, que havia usado as redes sociais para obter informações sobre o paradeiro do menino. “Infelizmente, ele foi encontrado sem vida, assim como Dandara. Agora o corpo será trazido para Santo André para ser velado pela família”, disse. Segundo ela, o pai de Eduardo, o motoboy Sérgio Caíque, viajou para São Sebastião para fazer o reconhecimento do corpo e providenciar o traslado.

O menino Eduardo, de 11 anos, que estava desaparecido, foi achado nos escombros do deslizamento, na Vila do Sahy, em São Sebastião. Foto: Acervo Pessoal/Reprodução

A família mora na Vila Estela, em Santo André, no ABC paulista, e as crianças tinham ido para o litoral com os tios, Anderson Cazé, de 43 anos, e Fabiana Souza, de 40. Julia informou que os tios das crianças, que sobreviveram ao desabamento da casa onde estavam hospedados, no alto da Vila do Sahy, ainda estão internados no Hospital Regional de Caraguatatuba.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.