PUBLICIDADE

Foto do(a) blog

O blog voltado ao cidadão e ao consumidor

Parque Villa-Lobos: leitor cobra ações de melhoria no parque localizado no Alto de Pinheiros

Neste primeiro ano de concessão, a Reserva Parques afirma que a área recebeu melhorias na infraestrutura de iluminação e saneamento; o edital prevê ainda uma série de medidas e requalificações nos primeiros cinco anos de contrato

Foto do author Renata Okumura
Por Renata Okumura

Bento Dias cobra investimento em melhorias no Parque Villa-Lobos, localizado no Alto de Pinheiros, na zona oeste de São Paulo.

Reclamação de Bento Dias: “Mais uma vez venho por meio deste reclamar da péssima gestão vigente do parque Villa Lobos. Costumo caminhar diariamente no parque e, recentemente, eu me deparei com algumas situações que deveriam ser revistas com urgência: várias bicicletas circulando nas vias exclusivas de pedestres, com risco evidente de acidentes envolvendo pedestre, principalmente, crianças, que normalmente andam livres pelas calçadas e cães de raças perigosas andando sem focinheira. Lembro a vocês da administraçao que o uso de focinheiras é obrigatorio para determinadas raças por lei. Não há funcionários suficientes para a demanda de público. Vi poucos ou quase nenhum “segurança” ou vigia. Mais uma falta de compromisso e gestão da administração. O parque está cada vez mais deteriorado, com calçamento irregular, lixeiras quebradas, banheiros imundos e em estado deplorável. Gramados com falhas e jardins deteriorados. Pedimos providências para que os problemas apontados sejam corrigidos com urgência.”

Leitor cobra ações de melhoria no parque localizado no Alto de Pinheiros. Foto ilustrativa Foto: Adobe Stock

Resposta do Reserva Parques: “A administração do Parque Villa-Lobos monitora diariamente a visitação no local. Nos acessos há orientadores que comunicam as restrições acerca da circulação de bicicletas em áreas exclusivas para pedestres. A sinalização está sendo reforçada e novas barreiras físicas foram instaladas em pontos estratégicos a fim de restringir a entrada. Sobre os animais, os tutores são orientados a obedecerem a Lei Estadual 11.531/2003 que dispõe sobre a condução de determinadas raças em locais públicos. A legislação está sinalizada em placas e nas mídias digitais do Villa-Lobos. Em caso de risco, a Polícia Militar é acionada. Em pouco mais de um ano, três ocorrências sobre o tema foram registradas. Em ambos os casos é importante ressaltar que a conduta dos frequentadores é fundamental para uma convivência harmônica no parque, por meio do cumprimento das normas e legislações. Após a concessão, a área interna do parque passou a contar com câmeras fixas e também corporais nos vigilantes patrimoniais que realizam rondas. A gestão mantém contato permanente com a liderança da Polícia Militar que possui base no local. Por fim, neste primeiro ano de concessão, a área recebeu melhorias na infraestrutura de iluminação e saneamento, novos bancos, novo restaurante com preço popular, revitalização da quadra de basquete, reorganização da entrada principal, entre outras. O edital prevê uma série de medidas e requalificações nos primeiros cinco anos de contrato, entre as quais no orquidário e nos banheiros. As obras estão dentro do cronograma.”

Envie suas reclamações

Mande uma mensagem para o e-mail spreclama@estadao.com. Nossa reportagem vai apurar a denúncia e apresentar a resposta no blog Seus Direitos, um espaço voltado ao cidadão e ao consumidor.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.