PUBLICIDADE

Foto do(a) blog

Turismo de luxo, hotelaria e novas tendências do mercado de viagens e turismo

Férias com crianças na Bahia

Por Mari Campos
Atualização:

Praia, piscina o dia todo, muitas brincadeiras, sorvete à vontade. Para muitas crianças, essa seria a receita simples de férias de verão perfeitas. E vem justamente daí a longevidade do Transamérica Comandatubaum dos maiores e mais antigos resorts do Brasil - e também dos mais procurados quando o assunto é férias com crianças

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM

Aberto há 35 anos, o hotel passou por algumas reformulações durante sua existência; mas há muito tempo aposta na programação voltada para as crianças e no modelo de hospedagem all-inclusive para garantir altas taxas de ocupação ao longo do ano.

 Foto: Mari Campos

PUBLICIDADE

Apesar de não ser um hotel de luxo mas ostentar diárias frequentemente acima dos R$3.000,00, segue fazendo relativo sucesso entre determinada parcela dos viajantes brasileiros de alto padrão na hora de tirar férias com a criançada.

Localizado na ilha homônima, no pequeno município de Una, no sul da Bahia, o resort é rodeado de Mata Atlântica exuberante e 21 km de praias quase desertas, com areia clarinha e coqueiros a perder de vista.

Publicidade

Embora o mar ali não seja recomendado para banho (inclusive pelas muitas ondas e fortes correntes de arrasto), caminhar à beira-mar, ao longo de tantos quilômetros sem quase mais ninguém à vista, é sempre um programão.Mas, para a criançada, é inegável que as maiores atrações da estadia estejam fora da praia.

LEIA TAMBÉM: Um novo glamping com vista para o glaciar Perito Moreno

.

 Foto: Mari Campos

.

Um resort pensado para famílias com crianças

No Transamérica Comandatuba,  resort com capacidade para mais de 1200 hóspedes, tudo é pensado para famílias com bebês, crianças e adolescentes - do aproveitamento físico dos espaços públicos e privativos à programação diária de atividade. É importante saber que outros perfis de viajantes podem se sentir bastante deslocados.

As diárias contemplam sempre até duas crianças com menos de doze anos dividindo a acomodação com dois adultos pagantes. Assim, não é raro ver famílias inteiras - avós, pais, tios, primos de diferentes idades - viajando todos juntos, inclusive fora da temporada.

Publicidade

Há opção de hospedagem em apartamentos no complexo principal e acomodações térreas um pouquinho mais afastadas - ali chamadas de bangalôs. Há diferentes categorias entre eles,mas todos contam com varanda ou alpendre privativo. Embora o décor de todos eles seja datado, são espaçosos e algumas opções possuem também um pequeno living privativo. 

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM

 Foto: Mari Campos

As tarifas incluem quase tudo durante a estadia: refeições, petiscos, bebidas da carta all inclusive, minibar, atividades gerais do resort e empréstimo de caiaques e pranchas de SUP. Algumas atividades específicas no resort, todos os tours e o uso de outros equipamentos são pagos à parte (inclusive o uso de bicicletas). 

Café da manhã, almoço e jantar funcionam sempre em sistema buffet, e são servidos sempre no mesmo grande restaurante instalado no edifício principal, com diferentes estações disponíveis. 

Existem outros três pequenos restaurantes à la carte na propriedade - um mais voltado para peixes e frutos do mar, outro de inspiração italiana e uma pequena pizzaria -, mas os hóspedes infelizmente podem fazer no máximo duas refeições deste tipo ao longo de uma semana de estadia.

Publicidade

LEIA TAMBÉM: Hotel 5 estrelas não é sinônimo de hotel de luxo

 Foto: Mari Campos

Nos bares do Transamérica Comandatuba, a carta de destilados é bastante extensa, mas a de vinhos, ao contrário, é limitada. Dentre os coquetéis oferecidos, a escolha mais garantida é sempre a caipirinha. A de seriguela é bastante boa e, na minha opinião, a melhor é feita no Quiosque da Praia, o silencioso cantinho do resort com daybeds de balanço instaladas entre os gramados e a areia da praia (que também foi meu refúgio favorito nos dias por ali).

Há diversos bares espalhados pela propriedade, uma barraca de acarajé e um quiosque de petiscos e hambúrguer próximos à piscina e, é claro, o concorrido quiosque do sorvete, que serve casquinhas, copinhos, picolés e até açaí do final da manhã ao final da tarde (o picolé de cajá é uma delícia).

O resort possui ainda cozinha para bebês, restaurante exclusivo para os pequenos comerem com os monitores, redárioe spa.

LEIA TAMBÉM: O que é a nova tendência da Silent Travel?

Publicidade

.

 Foto: Mari Campos

.

Ampla infra de lazer

Para o lazer, o Transamérica Comandatuba possui uma grande piscina principal, com diversos desdobramentos para adultos e crianças, pontes e cascatas. Com música bastante alta o dia todo, é ali que se desenrolam muitas atividades diárias do resort, de brincadeiras com as crianças a jogos e atividades físicas com adultos.

Há também uma piscina anexa, chamada ali de "semi olímpica", um pouco mais reservada e que recebe menor influência das músicas tocadas na piscina principal.E ainda uma pequena piscina só para crianças para a caída do pequeno (e muito disputado) toboágua infantil.

LEIA TAMBÉM: Como é o tão esperado navio Silver Nova

 Foto: Mari Campos

Os equipamentos em geral são antigos (das cadeiras de plástico na praia às espreguiçadeiras de madeira da piscina) e faz falta uma atualização; mas o resort abrirá ainda no segundo trimestre deste ano uma nova área de lazer molhada que será inteiramente dedicada a bebês e toddlers e está atualmente em fase de finalização.

Publicidade

Na programação diária, há de tudo para os pequenos, de caça ao tesouro à possibilidade de plantar uma árvore, de cineminha a competições e passeio ao manguezal. Há programação específica e dedicada também para adolescentes.

CLIQUE AQUI para verificar valores e disponibilidade do Transamérica Comandatuba

 Foto: Mari Campos

Para os adultos, aulas de algumas modalidades esportivas, jogos e atividades recreativas como karaokê aparecem no programa. Há ainda diversas quadras esportivas diferentes, do vôlei de praia ao tênis.

Para chegar ao Transamerica Comandatuba, é possível optar por um dos fretamentos de sete noites cujos voos partem de Campinas, São Paulo e Belo Horizonte e pousam no pequeno aeroporto no continente, quase ao lado do hotel. Ou também chegar via voos regulares a Ilhéus, distante cerca de 1h30 de carro do resort. Do continente, um simpático trajeto de barco de menos de meros cinco minutos leva os hóspedes à entrada do resort.

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM

Publicidade

.

.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.