PUBLICIDADE

Foto do(a) blog

Turismo de luxo, hotelaria e novas tendências do mercado de viagens e turismo

Tendências do turismo de luxo para 2023

Por Mari Campos
Atualização:

Com o ano terminando, levantamentos importantes da indústria turística começam a ser divulgados, traçando as tendências do turismo de luxo para 2023. Durante a ILTM, o mais importante evento do turismo de luxo internacional, que aconteceu neste começo de dezembro em Cannes, na França, foi divulgada a segunda edição do relatório "BUZZ vs. REALITY", uma parceria da ILTM com American Express e Altiant.

PUBLICIDADE

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM

As tendências reveladas para o turismo de luxo costumam ser esperadas e acompanhadas atentamente por toda a indústria turística; afinal, tendências comportamentais iniciadas neste seleto nicho geralmente se estendem em seguida para outros nichos do turismo, e são muito frequentemente adaptadas inclusive no comportamento dos viajantes mais econômicos.

.

Crédito: Four Seasons Serengeti  

.

Relatório Buzz vs. Reality da ILTM

Desde o começo da pandemia, em 2020, o turismo - nacional e internacionalmente - sofreu uma série de transformações. Operacionais, motivadas pelas óbvias circunstâncias sem precedentes trazidas pela Covid-19, mas que resultaram também em mudanças profundas no comportamento de parte significativa dos turistas.E mais transformações devem vir no ano que chega (enquanto obviamente outras estabilizarão ou mesmo retrocederão).

Publicidade

Embora a pandemia ainda esteja aí, 2022 trouxe um sopro de otimismo importante para o setor, com muita gente retomando suas viagens - principalmente no mercado de luxo. Neste nicho, algumas pousadas e hotéis bateram seus recordes históricos de ocupação no ano que termina - inclusive no Brasil, mesmo com todos os contínuos problemas sociais e econômicos que andamos atravessando no país nestes anos.

Eis as principais tendências do turismo de luxo para 2023 apontadas pelo relatório:

1/ Muitos turistas de luxo economizaram com as restrições de 2020 e 2021 e agora procuram viagens mais exclusivas e memoráveis (lá fora, a expressão "revenge travel", ou "viagem da desforra", continua super em alta).

2/ A ideia de "recuperar o tempo perdido" também impulsionará o aumento contínuo das viagens multigeracionais. Visitar familiares e amigos continua guiando a escolha de destinos de viagem para muita gente.

3/ O "slow travel" segue em alta. A procura por viagens mais longas e mais tranquilas, ou pelo menos com menos "obrigações" e mais tempo para relaxar e recarregar as energias, deve seguir em alta.

Publicidade

LEIA TAMBÉM: Movimento do slow travel retorna ainda mais forte

4/ Agentes e consultores de viagem especializados ganharam ainda mais importância nesse nicho: 59% dos entrevistados pelo estudo planejam usar os serviços desses profissionais para pelo menos metade de suas viagens de 2023.

5/ O last minute está em baixa: a maioria dos entrevistados agora prefere planejar suas férias com bastante antecedência

6/ As viagens com foco em bem-estar físico e mental ("wellness travel") continuam a subir na lista de prioridades dos viajantes de luxo

7/ Cruzeiros de luxo, em embarcações de pequeno porte, sejam marítimos ou fluviais, de expedição ou não, devem ter aumento ainda maior em popularidade

Publicidade

8/ Saúde e segurança continuarão entre os principais fatores a moldar/definir reservas de férias no ano que vem

9/ A sustentabilidade das viagens passa a ser prioridade para parte importante desse nicho, da compensação de carbono à busca por serviços turísticos mais engajados e responsáveis.

10/ Especificamente no mercado brasileiro, os viajantes entrevistados se mostram "altamente entusiasmados" e com a maior probabilidade (dentre os destinos avaliados) de fazer vários tipos de viagens no próximo ano, inclusive para trabalho remoto - o já famoso "anywhere office".

LEIA TAMBÉM: Casana: uma casa de praia para chamar de sua no Preá

ACOMPANHE A MARI CAMPOS TAMBÉM NO INSTAGRAM

Publicidade

.

ILTM Cannes. Foto: Mari Campos

.

Anuário Viagens de Luxo ILTM e Panrotas

A ILTM também liberou recentemente seu "Anuário Viagens de Luxo" produzido em parceria com o Panrotas e focado sobretudo no mercado brasileiro e latino-americano. O ILTM & PANROTAS Annual Luxury Travel Report 2022/2023 Brazil and Latin America - 2nd Edition foi lançado oficialmente na ILTM Cannes.

A publicação relaciona duas pesquisas exclusivas sobre hábitos e consumo de viagens conduzidas pelo TRVL LAB entre brasileiros com renda mensal maior que 20 salários mínimos.

Segundo o estudo, 60% dos viajantes de luxo brasileiros estão na região Sudeste, seguidos por Nordeste (19%) e Sul (12%). Em geral, tais viajantes afirmam estarem priorizando viagens com facilidade, praticidade e qualidade dos serviços e atrações disponíveis. E preferindo fazer viagens apenas para relaxar, divertir-se e celebrar a vida. 

LEIA TAMBÉM: O sumiço das gorjetas na hotelaria

Publicidade

.

As viagens domésticas devem seguir em alta em 2023: a maioria faz de 2 a 5 viagens nacionais por ano e deve manter essa média (embora 7,11% deles cheguem a fazer mais de 20 viagens dentro do Brasil por ano).

No cenário das viagens internacionais, ainda há muito mercado a recuperar: a maioria afirmou ter feito uma única viagem ao exterior nos últimos 12 meses. Por outro lado, assim como os estudos globais mostram, 50% dos entrevistados afirmam estarem dispostos a gastar mais com viagens do que no pré-pandemia.

Dos entrevistados, 43,1% afirmaram ter, sim, bons planos de viagens nacionais e internacionais para 2023. Os países mais procurados para as viagens internacionais pelos brasileiros, por enquanto, têm sido Estados Unidos, Portugal, Itália,Argentina e Inglaterra.

Para ficar de olho.

LEIA TAMBÉM: Cruzeiros podem ter hoje a melhor relação custoXbenefício da hospitalidade de luxo

Publicidade

.

 

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.