PUBLICIDADE

Curador enfrenta processo por vender 1.800 peças raras do Museu Britânico no eBay

Peter Higgs enfrenta acusações de roubo; desde o ocorrido, somente 350 objetos foram recuperados

Foto do author Redação
Por Redação

O ex-curador do acervo de peças da Grécia e Roma antiga do Museu Britânico está sendo processado pelo museu pelo roubo de 1.800 artefatos da coleção. Desde o ocorrido, somente 350 peças foram recuperadas.

Os objetos roubados incluem joias de ouro e gemas, datadas desde o século 15 a.C. Foto: Montagem / Reprodução / British Museum

PUBLICIDADE

Peter Higgs enfrenta acusações de roubo. Ele teria vendido os objetos do museu no site eBay. As peças eram de ouro e pedras preciosas e algumas eram do século 15 a.C.

De acordo com o The New York Times, o curador nega as acusações. Heather Williams, juíza do caso, ordenou que Higgs devolva todas as peças que ainda estão em sua posse. Além disso, ordenou que a empresa que processa pagamentos online, a PayPal, divulgasse os dados da conta do curador no eBay.

Ainda de acordo com o veículo, os advogados do Museu Britânico alegam que Higgs estava “sofrendo de grave tensão mental” e que era “incapaz de responder eficazmente aos procedimentos”.

O museu também o acusa de tentar encobrir o desvio das peças.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.