Publicidade

Publicidade

Publicidade

Maiores acionistas da Americanas ficaram mais ricos em 2023, diz Forbes

Mesmo com dívida bilionária da empresa, os três maiores acionistas aumentaram os seus patrimônios em alguns milhões em comparação com o ano passado

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Jorge Paulo Lemann, Carlos Alberto Sicupira e Marcel Telles, os três principais acionistas da Americanas, ficaram mais ricos em 2023, aponta a lista anual de bilionários da Forbes, divulgada na semana passada. O patrimônio líquido dos três aumentou em alguns milhões na comparação de 11 de março de 2022 com 10 de março de 2023. O ranking divulgado na semana passada, que aponta Vicky Safra, do Banco Safra, como a pessoa mais rica do Brasil, leva em conta as fortunas em 10 de março deste ano.

Ainda que a Americanas esteja em meio a uma recuperação judicial, com dívidas que chegam a mais de R$ 40 bilhões, Lemann, Sicupira e Telles ocupam a segunda, terceira e quinta posição no ranking da Forbes, respectivamente, das pessoas mais ricas do Brasil.

Confira o aumento do patrimônio dos três principais acionistas da Americanas:

Jorge Paulo Lemann

O empresário Jorge Paulo Lemann subiu no ranking global da Forbes, passando da 117ª posição para a 108ª em 2023. Ele perdeu o posto de brasileiro mais rico para Vicky Safra, mas aumentou o seu patrimônio em cerca de US$ 4 milhões, o equivalente a R$ 20,34 milhões na cotação atual. No dia 11 de março de 2023, seu patrimônio líquido foi avaliado pela Forbes em US$ 15,8 bilhões (cerca de R$ 80,3 bilhões).

Jorge Paulo Lemann é a segunda pessoa mais rica do Brasil, segundo ranking da Forbes de 2023 Foto: Felipe Rau/Estadão

Além da Americanas, Lemann é controlador da Anheuser-Busch InBev, a maior cervejaria do mundo. Ele ainda tem participações na Restaurant Brands International, controladora do Burger King e da rede de café canadense Tim Hortons. A 3G Capital, sua empresa de private equity, controla a Heinz junto com a Berkshire Hathaway, de Warren Buffett.

Marcel Herrmann Telles

Marcel Herrmann Telles também subiu no ranking global de 2023, passando da 192ª posição para a 165ª. O aumento da sua fortuna neste ano, em comparação com o ano passado, foi de aproximadamente US$ 3 milhões, R$ 15,25 milhões na cotação atual. Ele é o terceiro mais rico no País.

Assim como Lemann, Telles também é um dos acionistas controladores da Anheuser-Busch InBev, com participação minoritária, e possui ações da Restaurant Brands International e participação na 3G Capital.

Publicidade

Carlos Alberto Sicupira

Carlos Alberto Sicupira teve um incremento de cerca de US$ 1 milhão (R$ 5,08 milhões) no seu patrimônio líquido, segundo a Forbes. Apesar de um aumento menor, comparado com os de seus sócios, Sicupira saltou da 251ª posição no ranking global anual de 2022 para a 232ª em 2023. Atualmente, ele é a quinta pessoa mais rica do Brasil.

A maior parte da fortuna de Sicupira também vem de suas ações da Anheuser-Busch InBev, com cerca de 3% de participação. Como os outros dois maiores acionistas da Americanas, ele também possui participações na Restaurant Brands International, além da Heinz.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.