Fãs de Taylor Swift criticam atraso em pronunciamento da T4F: ‘Não vai resolver mais nada’

Serafim Abreu, CEO da produtora, pediu desculpas por não proporcionar ‘a melhor experiência’ em shows da cantora no Brasil; veja ponto a ponto das críticas a vídeo

PUBLICIDADE

Foto do author Sabrina Legramandi
Por Sabrina Legramandi
Atualização:

Após o pronunciamento de Serafim Abreu, CEO da Time For Fun, produtora responsável pelos shows da cantora Taylor Swift no Brasil, fãs da cantora foram às redes sociais criticar o atraso. O posicionamento chega seis dias depois da morte de Ana Clara Benevides, fã que teve uma parada cardiorrespiratória após passar mal no primeiro show da The Eras Tour no Rio de Janeiro.

PUBLICIDADE

Também houve críticas em relação ao texto lido por Serafim, chamado de “raso” e “vago”. O Estadão entrou em contato com a T4F para um novo posicionamento sobre as críticas recebidas, que respondeu com o mesmo pronunciamento publicado na quinta, 23. O espaço segue aberto.

LEIA MAIS SOBRE O CASO:

Veja ponto a ponto das críticas recebidas pela T4F após pronunciamento

Falta de suporte à família de Ana Clara

O fã-clube Info Taylor Brasil fez uma publicação no X, antigo Twitter, em que citava uma vaquinha feita para cobrir os custos do translado do corpo de Ana. A mãe, Adriana Benevides, e o pai, José Weiny Machado, falaram sobre as dificuldades com a morte da filha em entrevista ao Fantástico no domingo, 19. Uma das preocupações era a demora no traslado do corpo. “Infelizmente, a gente está arcando com tudo. E a minha filha ainda não chegou”, afirmou Adriana.

“Foi um pronunciamento raso e atrasado que agora não vai resolver mais nada”, escreveu a conta. “Todos os shows no Rio já passaram, os familiares de Ana já passaram pelos piores momentos sozinhos. Esperamos a melhora prometida em São Paulo, pelo menos.”

Atraso no pronunciamento

O internauta Leo Oliveira também criticou o atraso, dizendo que o pronunciamento deveria ter sido compartilhado no último sábado, 18, um dia após a morte de Ana Clara. “Desculpas vazias não trazem pessoas de volta à vida”, comentou.

Publicidade

Falta de água gratuita

Diversos perfis nas redes sociais também alegaram que a produtora não distribuiu água gratuitamente no show da última sexta, 17. No comunicado, a T4F afirmou que pretende incluir ilhas de distribuição gratuita de água sempre que estiveram disponíveis durante os eventos, o que foi negado pelos fãs.

O Estadão relatou que os presentes foram obrigados a descartar garrafas de água na entrada do evento. A água foi vendida apenas antes do show da cantora, que teve de interromper a apresentação diversas vezes para pedir que garrafas fossem distribuídas ao público. Após a repercussão do caso, a T4F anunciou que irá permitir a entrada com garrafas de água flexíveis.

O perfil JV compartilhou registros da artista interrompendo o show para que água fosse distribuída aos fãs e criticou a fala no pronunciamento. “A própria T4F simplesmente proibiu a entrada de água gratuita”, afirmou.

Texto lido, ‘raso’ e ‘vago’

Também houve falas sobre forma como Serafim Abreu leu o pronunciamento, além de comentários sobre o próprio conteúdo do texto, chamado de “raso” e “vago” pelo fã-clube Info Taylor Brasil. A conta Jessy também criticou esse ponto, dizendo não ter sentido “verdade” nas palavras ditas.

Veja o pronunciamento completo da T4F

PUBLICIDADE

Serafim Abreu, CEO da Time For Fun, se pronunciou sobre os acontecimentos recentes nos shows de Taylor Swift no Rio de Janeiro. No vídeo, publicado nas redes sociais da empresa nesta quinta-feira, 23, ele pediu desculpas às pessoas que “não tiveram a melhor experiência possível”.

O pronunciamento foi divulgado seis dias após a morte de Ana Clara Benevides e um dia após a abertura do inquérito da Polícia Civil do Rio de Janeiro, que irá investigar a produtora por possível crime de perigo para a vida ou saúde.

“Decidi gravar esse vídeo para falar diretamente com nossos consumidores, parceiros, fãs e público geral”, iniciou o empresário. “Sabemos a enorme responsabilidade que temos ao organizar um evento desse porte, por isso não economizamos esforços e recursos para seguir sempre as melhores práticas mundiais do setor, para garantir conforto e segurança para todos”.

Publicidade

Veja ponto a ponto das críticas ao pronunciamento da T4F, produtora dos shows de Taylor Swift no Brasil. Foto: @t4f via Instagram e Natacha Pisarenko/AP

“Ainda assim, enfrentamos dias de calor extremo no Rio de Janeiro, com sensação térmica altíssima e sem precedentes”, afirmou. “Sim, reconhecemos que poderíamos ter tomado algumas ações alternativas, adicionais a todas as outras que fizemos como por exemplo criar locais de sombra nas áreas externas, alterar os horários dos shows anteriormente programados e enfatizar mais a permissão de entrada com copos de água descartáveis”.

Para Abreu, os acontecimentos serviram para o aprendizado de novas práticas para momentos de calor extremo. “Entendemos também que todo o setor precisa repensar sua atuação diante dessa realidade”, reforçou.

“Pedimos desculpas às pessoas que não tiveram a melhor experiência possível”, disse. Segundo ele, a demora para a manifestação pública da empresa se deu porque o foco da T4F “estava em incorporar os aprendizados”.

Ele também se referiu à morte da fã de Taylor, Ana Clara Benevides, na última sexta-feira. “Infelizmente, pela primeira vez em mais de 40 anos de atuação, tivemos uma fatalidade em um evento organizado pela Time For Fun”, afirmou. “Estamos muito tristes com a perda da jovem Ana Clara, apesar do pronto atendimento e de todos os esforços realizados pelas equipes médicas no evento e no hospital”.

“À família de Ana Clara, quero expressar os nossos mais sinceros sentimentos. Coloco aqui agora, publicamente, a nossa disposição em prestar assistência no que for necessário, como já dissemos diretamente com membros da família e para o advogado que os representa, por telefone e por escrito, desde o ocorrido”.

“Entendemos a profunda dor dessa perda irreparável, respeitamos a privacidade da família e reforço mais uma vez nossa disposição em colaborar”, declarou.

Publicidade

Taylor Swift fará mais três apresentações promovidas pela Time For Fun, agora em São Paulo, no Allianz Parque. Os shows acontecerão nos dias 24, 25 e 26 de novembro e, segundo Serafim, a T4F está “trabalhando para proporcionar uma noite emocionante e memorável”.

“Para os shows do Allianz Parque, seguimos o novo posicionamento das autoridades. Está permitida a entrada de garrafas de água flexíveis, além dos copos de água descartáveis que sempre foram liberados”, declarou.

“Todas as orientações para o show serão amplamente divulgadas nas nossas redes, para que todo mundo possa vivenciar a melhor experiência possível. Muito obrigado”, finalizou.

Veja o pronunciamento completo:

“A Time For Fun tem uma experiência de mais de 40 anos produzindo entretenimento ao vivo, com produções de grande porte, no Brasil e na América do Sul. Nesse tempo, recebemos mais de 50 milhões de pessoas em mais de 20 mil eventos realizados.

A preocupação e o compromisso de toda a equipe da T4F é sempre o de entregar a melhor experiência para o público que recebemos, de forma segura e confortável. Para atingir esse objetivo, nossa equipe trabalha com as melhores práticas do setor de eventos em todo o mundo, bem como segue à risca as determinações das autoridades em cada um dos locais onde opera.

Todos, porém, estamos sujeitos a intempéries, e toda melhor prática pode ser sempre aperfeiçoada.

Publicidade

No final de semana em que a T4F realizou os três shows da cantora Taylor Swift no Rio de Janeiro, no Estádio Nilton Santos, a capital carioca registrou a maior temperatura do ano, bem como a maior sensação térmica da série histórica, em uma situação sem precedentes. Segundo o Alerta Rio, sistema de monitoramento climático da Prefeitura, no dia 18/nov, sábado, a temperatura na cidade chegou a 43,8ºC, com sensação de 59,7ºC. Isso ocasionou um alto volume de queixas pelo público e ocorrências durante a apresentação do dia 17/nov, sexta-feira, bem como o adiamento da apresentação do dia 18/nov.

O aumento das temperaturas causado pelas mudanças climáticas é uma realidade. Após o último final de semana, fizemos uma reavaliação de nossas práticas e protocolos para incorporar os aprendizados que tivemos, com foco na execução de eventos em um ambiente de temperaturas extremas. Alguns exemplos são a criação de novas ilhas de distribuição de água gratuita (que sempre esteve disponível), proporcionar sempre que possível mais locais de sombra dentro e fora do estádio e iniciar os shows em horários mais tardios, respeitando a legislação local, a exemplo do que fizemos no domingo (19/nov) e na segunda-feira (20/nov), entre outras medidas.

Além disso, entendemos que todo o setor de eventos precisa repensar o modelo diante dessa nova realidade climática, com o necessário envolvimento das autoridades competentes – a entrada de garrafas de água plásticas flexíveis em estádios era vedada por determinação oficial, por exemplo, e foi liberada apenas após os episódios do último final de semana. Temos o compromisso de participar dessa discussão e de contribuir para que possamos todos melhorar as práticas da indústria como um todo.

Nada disso, porém, muda o fato de que, pela primeira vez em mais de 40 anos de atuação, registramos uma fatalidade em um evento organizado pela T4F. Estamos absolutamente desolados com a perda da jovem Ana Clara, mesmo com o pronto atendimento e todos os esforços realizados pelas equipes médicas do evento e, depois, no hospital. Desde o ocorrido, nos colocamos à disposição de membros da família para prestar a assistência que fosse necessária, e fomos orientados por eles a manter conversas com o advogado que os representam, com quem seguimos em contato. Entendemos a profunda dor dessa perda irreparável, respeitamos a privacidade da família e reforçamos a disposição da T4F em colaborar tanto com a família quanto com as autoridades responsáveis, que ainda estão trabalhando para determinar a causa do falecimento.

O conforto, a segurança e o bem-estar de nossos consumidores e colaboradores são, sempre, as nossas prioridades.

Em relação aos eventos no Rio de Janeiro, pedimos desculpas aos fãs que não tiveram a melhor experiência possível. Àqueles que não puderam usar os seus ingressos na apresentação adiada, pedimos que nos procurem pelos canais de atendimento até o dia 20 de dezembro, para que possamos proceder ao reembolso, caso não tenha acessado o show, que será realizado respeitando a modalidade de pagamento utilizada pelo consumidor no ato da aquisição do ingresso.

Aos fãs que estarão nos shows em São Paulo, nos dias 24, 25 e 26 de novembro, queremos assegurar que estamos trabalhando sem descanso para proporcionar uma experiência emocionante e inesquecível. Vamos manter o reforço da nossa operação, com maior número de pontos de distribuição de água, além de contar com bebedouros do estádio. Ampliamos nossas equipes de apoio para orientação ao público e cobertura médica. Lembramos ainda que é permitida a entrada com copos de água descartáveis ou garrafas plásticas flexíveis, sempre lacrados, e alimentos industrializados também lacrados. Para este final de semana a previsão é de chuva, com temperaturas mais baixas. Nossa equipe está monitorando a previsão do tempo e fará atualizações pelas nossas redes, caso necessário.

Publicidade

Como já dissemos, nosso objetivo é sempre o de entregar a melhor experiência para o público que recebemos. Este é o nosso compromisso.”

*Estagiária sob supervisão de Charlise de Morais

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.