PUBLICIDADE

Publicidade

Ídolo do Real Madrid desaprova atitude de Vini Jr: ‘Tem de tranquilizá-lo como se fosse criança’

Atacante campeão da Champions League critica brasileiro após lance polêmico contra RB Leipzig; veja o vídeo

Foto do author Leonardo Catto
Por Leonardo Catto
Atualização:

Apesar de ter marcado o gol da classificação do Real Madrid no empate por 1 a 1 contra o RB Leipzig, pelas quartas de final da Champions League, nesta quarta-feira, dia 6, Vinicius Júnior ficou marcado por outro momento da partida. O brasileiro fez uma falta forte em um adversário e o empurrou com os dois braços na sequência. O ex-atacante Predrag Mijatović, campeão europeu com o clube madrilenho em 1998, criticou o camisa 7 brasileiro.

PUBLICIDADE

“Um jogador diferente, que faz a diferença e merece todo o respeito. Mas todos dizem que precisa mudar seu comportamento. Grita com os adversários e com seus companheiros. Precisam tranquilizá-lo como se fosse uma criança. Tem de fazer uma mudança radical. Tudo de bom que tem no futebol vai desperdiçar em outro sentido”, disparou Mijatovic à Cadena SER, principal emissora de rádio espanhol.

Vini Jr. levou um cartão amarelo depois da falta dura em Willi Orbán, zagueiro do Leipzig. Orbán já havia feito o passe quando o atacante chegou atrasado e o empurrou com o braço pelas costas. Depois, o húngaro levantou e foi empurrado pelo brasileiro no pescoço. O jogador brasileiro poderia ter sido expulso, mas contou com uma boa avaliação por parte do árbitro italiano Davide Massa. O VAR não entrou em ação.

Mijatovic fala com a experiência de quem vestiu a camisa do Real Madrid por três anos, entre 1996 e 1999. Ele viveu o auge da carreira no clube da Espanha, em 1998, quando marcou o gol do título da Champions League contra a Juventus. O sérvio também atuou como diretor esportivo do clube, entre 2006 e 2009.

“A camisa do Real Madrid não aguenta esse tipo de comportamento. Talvez a de outro time, sim. Eu o aconselho que encontre uma maneira de se tranquilizar, ou não chegará a ser um grandíssimo jogador”, analisou Mijatovic.

O ex-atacante também conquistou títulos do Campeonato Espanhol, Supercopa da Espanha e o Mundial de Clubes de 1998, vencido pelo Real Madrid contra o Vasco. Em 1997, ele foi indicado ao prêmio Bola de Ouro e ficou em segundo lugar, atrás de Ronaldo, o primeiro dos dois prêmios do Fenômeno.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.