WWDC 2024: Apple marca data de evento que pode apresentar IA da empresa

Evento para desenvolvedores ocorre em 10 de junho e será transmitida online

PUBLICIDADE

Foto do author Bruna Arimathea
Por Bruna Arimathea

A Apple anunciou nesta terça-feira, 26, as datas para o Worldwide Developers Conference (WWDC), principal evento de desenvolvedores realizado pela empresa no ano. Na apresentação principal, que será feita em 10 de junho, na sede da empresa em Cupertino, a Apple deve anunciar novos sistemas operacionais e pode finalmente apresentar sua própria inteligência artificial (IA). O evento vai até o dia 14 de junho.

A WWDC será transmitida online, pelo YouTube da Apple, além de abrigar jornalistas e convidados no Apple Park, sede da empresa. O evento principal deve se concentrar no anúncio dos sistemas iOS 18, iPadOS 18, tvOS 18, macOS 15, watchOS 11, and visionOS 2, para o Vision Pro.

WWDC acontece de 10 a 14 de junho, na Califórnia  Foto: Mike Sega/Reuters

PUBLICIDADE

Outra expectativa é que a Apple anuncie algum produto com IA — ou, até mesmo, seu próprio LLM para alimentar serviços que usem a tecnologia. A empresa é a única entre as gigantes de tecnologia que tem sido discreta sobre o assunto, sem grandes anúncios ou novidades com IA.

A Meta, por exemplo, lançou o Meta AI, com ferramentas de conversação e criação de imagens. A Microsoft tem uma parceria com a OpenAI para usar o ChatGPT em suas pesquisas e o Google lançou o Gemini, sua IA própria.

Diante do “boom” da IA desde o final de 2022, a Apple tem ficado para trás em relação ao lançamento de produtos que usam a tecnologia. Segundo a Bloomberg, agora, a Apple estaria buscando uma parceria com o Google, negociando a implantação do Gemini no iPhone ainda em 2024. A reportagem afirma ainda que a companhia de Cupertino também esteve em contato com a OpenAI (parceira da Microsoft) e considerou usar em seus aparelhos o popular ChatGPT.

A empresa não confirmou se está desenvolvendo sua própria tecnologia ou se vai usar parceiras para equipar seus produtos com IA.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.