PUBLICIDADE

Fim do iPhone? Time de estrelas da tecnologia quer criar dispositivo de IA revolucionário

Principal designer da Apple, presidente executivo da OpenAI e fundo de investimento SoftBank tentam desenvolver aparelho com tecnologia do ChatGPT

Foto do author Guilherme Guerra
Por Guilherme Guerra

Um time de estrelas da tecnologia tem a ambição de criar um dispositivo de inteligência artificial (IA) tão revolucionário que pode encerrar a era dos smartphones e desbancar a Apple, empresa com maior avaliação de mercado do mundo. As informações foram publicadas nesta quinta-feira, 27, pelo site especializado em tecnologia The Information e o jornal britânico Financial Times.

PUBLICIDADE

Segundo os veículos, o presidente executivo da OpenAI, Sam Altman, tem feito reuniões privadas com o designer Jony Ive (conhecido por ser o braço direito de Steve Jobs, ter participado do alto escalão da Apple por décadas e por, principalmente, ter liderado a criação do iPhone, iPad e Apple Watch). Sem mais detalhes revelados, o objetivo do encontro é desenvolver um aparelho físico de IA, abastecido com a tecnologia do ChatGPT, intuitivo e de dia a dia — ou seja, um sucessor do smartphone.

Quem está financiando esse projeto é o SoftBank, fundo de investimento japonês conhecido por aportar em empresas como Uber, WeWork, Airbnb e outras startups, incluindo o Nubank, no Brasil. Quem está administrando a operação é Masayoshi Son, o chefão do conglomerado, que aportou US$ 1 bilhão no projeto para esse produto sair do papel, segundo o Financial Times.

Uma joint venture entre OpenAI, SoftBank e LoveForm (empresa de design criada por Ive após sua saída da Apple, em 2019) é estudada pelo trio, mas nada ainda foi firmado. A expectativa é que talentos das três empresas sejam envolvidos no projeto, que pode levar anos até chegar ao mercado.

As três companhias não responderam aos pedidos de comentário do Financial Times.

Jony Ive (esq.), antigo chefe de design da Apple, ao lado de Tim Cook (dir.), o presidente executivo da Apple Foto: David Paul Morris/Bloomberg

‘Próximo’ iPhone

Nos últimos meses, o boom da inteligência artificial, catapultado pelo lançamento do ChatGPT (robô de bate-papo lançado pela OpenAI em novembro de 2022), tem levado analistas a comparar o momento atual com o lançamento do iPhone, em 2007, que criou um novo paradigma no mercado de smartphones, forçando a concorrência a adotar tela sensível ao toque, câmera e aplicativos.

A expectativa é que a IA abra uma série de novos mercados em diversas áreas, de chatbots a até dispositivos. Até então, esperava-se que o metaverso, com óculos especiais, fosse a nova aposta — mas agora investidores e empresários estão de olho na inteligência artificial e em oportunidades de investimento.

Publicidade

Além da OpenAI, empresas como Google, Microsoft, Meta e Amazon têm lançado soluções de inteligência artificial no mercado, em busca de dominância com o melhor serviço para o usuário.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.