Evento do Republicanos em Minas Gerais tem discurso contra Lula e vaias a deputado do PT, veja vídeo

Aproximação do partido ao governo, consolidada pelo ingresso de Silvio Costa Filho na Esplanada, desagrada membros do partido, mas lideranças adotam tom apaziguador

Foto do author Isabella Alonso Panho
Por Isabella Alonso Panho
Atualização:

A posse da nova diretoria do Republicanos em Minas Gerais teve vaias ao deputado federal Reginaldo Lopes (PT-MG) e um discurso anti-Lula, protagonizado pelo senador Cleitinho (Republicanos-MG), filiado à sigla em dezembro de 2022, logo depois das eleições. O Republicanos terá uma pasta no governo Lula com o ingresso do deputado federal Silvio Costa Filho (Republicanos-PE) – mudança confirmada no começo de agosto por Alexandre Padilha, ministro das Relações Institucionais.

“Quem tem que sair do partido é quem está se alinhando com eles (governo Lula). Eles que saiam. Encontrar com Lula e com o governo para pedir ministério, para pedir cargo, quem fizer isso, que saia do partido”, disse Cleitinho no evento realizado em Belo Horizonte nesta segunda-feira, 14.

PUBLICIDADE

Em seguida, ele falou especificamente sobre a movimentação de Costa Filho. “Se tem deputados, que não são de Minas Gerais, que estão querendo se aliar ao governo, então se aliem ao governo, mas saiam do partido.”

No final desse discurso, Lopes subiu ao palco e ficou ao lado de prefeitos e deputados do Republicanos. O petista foi vaiado pela plateia e Cleitinho interveio, pedindo ao público que parasse com a manifestação. O senador afirmou que “jamais irá atrapalhar” decisões que forem benéficas aos mineiros. “Tudo o que for para a população, você pode contar comigo”, disse o senador para Lopes, abraçando-o. O deputado foi coordenador do grupo de trabalho da reforma tributária na Câmara dos Deputados.

O presidente nacional do Republicanos, deputado Marcos Pereira, disse que o público recebeu Lopes de forma “pouco elegante” e citou Tancredo Neves para dizer ao petista que ele era bem-vindo no evento. “O Brasil é assim, nós não precisamos concordar. Aliás, um grande mineiro, que já faleceu e foi um grande político deste País, Tancredo Neves, dizia ‘brigam-se as ideias, não as pessoas’. Reginaldo Lopes, você é bem-vindo aqui.”

Ao Estadão, Lopes disse que foi ao evento por ter sido convidado por Pereira. “No ano passado, o Republicanos votou favoravelmente à PEC da Transição, após um acordo que fiz o Marcos Pereira, quando eu era líder do PT, e agora votou na reforma tributária. Fui retribuir esse apoio em projetos que eu liderava”, disse o petista. O parlamentar disse que as vaias foram um “pequeno ensaio, imediatamente inibido. Algo ínfimo, que está sendo supervalorizado” e que foi muito bem-recebido no evento.

A aproximação do Republicanos com o governo Lula tem causado descontentamento em integrantes da sigla e pode causar a desfiliação do governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas. Na quarta-feira, 9, ele disse que é contra o gesto e que “não gostaria de ver o partido fazendo parte da base do governo”.

Publicidade

No evento desta segunda, Marcos Pereira disse que o País precisa avançar “independentemente de ideologias e cores”. Ele deve se reunir com Tarcísio nesta semana para conversar sobre a permanência do governador na legenda.

O senador Cleitinho (Republicanos-MG) pediu ao público que cessasse as vaias ao deputado federal Reginaldo Lopes (PT-MG)  Foto: Reprodução/YouTube/Republicanos 10 Minas Gerais

O novo presidente do Republicanos de Minas, o deputado federal Euclydes Pettersen, adotou o mesmo tom conciliatório de Pereira e disse que a sigla manterá a independência nas votações dos projetos do governo no Congresso. “Não somos uma oposição burra, somos uma oposição inteligente. Não estamos aliados porque deu um ministério, deu dois, deu três, essa conversa nem teve.”

O governo tem tentado se aproximar do Centrão após uma uma série de reclamações dos partidos do grupo sobre a demora na liberação de emendas, a falta de nomeações de aliados para cargos regionais e até mesmo o tratamento dispensado por ministros aos parlamentares.

Zema tem local de destaque no evento do Republicanos

O governador de Minas, Romeu Zema (Novo) recebeu lugar de destaque no evento, no centro da mesa do cerimonial. Em discurso, afirmou que “estar no governo de Minas junto com os Republicanos é uma satisfação enorme”.

Ele foi recebido com a plateia entoando um bordão dos apoiadores de Lula, trocando o nome do petista pelo do mineiro – “olê, olê, olê, olá, Zema, Zema”. Outro bordão petista foi usado para receber o senador Cleitinho. “Cleitinho, guerreiro, orgulho dos mineiros.”

Tanto Pettersen quanto o senador fizeram coro para Zema se filiar ao Republicanos. “Eu olho para o governador e penso ‘o Zema é 10′”, disse o novo presidente da sigla em Minas, em referência ao número de urna da legenda.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.