PUBLICIDADE

Zuckerberg publica foto com hematomas e brinca sobre situação que ‘saiu do controle’; entenda

O diretor-executivo da META pratica artes marciais como jiu jitsu e MMA há alguns anos

Foto do author Redação
Por Redação
Atualização:

Em publicação bem humorada, Mark Zuckerberg, CEO da META, apareceu com o rosto bem machucado neste domingo, 1, no que afirmou se tratar do resultado de uma luta que “ficou um pouco fora de controle”. Os hematomas vermelhos abaixo dos olhos e no nariz viriam da prática de artes marciais, jiu-jitsu e MMA, que o empresário pratica.

“Talvez eu precise atualizar meu avatar”, brincou ainda o dono das redes Instagram e Facebook.

PUBLICIDADE

A prática da atividade de Mark se tornou conhecida após possível ele e Elon Musk começarem a se desafiar na internet. Os bilionários se chamaram para briga em junho, com o anúncio de que a Meta lançaria o Threads, uma rede social para competir com o X, antigo Twitter, o qual Musk é dono.

Em resposta a uma notícia sobre a nova rede social de Zuckerberg, Musk afirmou “estar pronto para a luta”, em tom de piada. No entanto, para a surpresa de todos, Mark respondeu com um “mande a localização”.

Em entrevista ao podcast de Lex Fridman, o CEO da Meta já contou fazer entre três e quatro aulas de jiu-jitsu e MMA por semana, além de ter exercícios para melhorar força e condicionamento na rotina.

A história deu o que falar, mas recentemente Mark Zuckerberg mostrou descontentamento ao afirmar que o adversário não está “falando sério” sobre uma eventual luta entre os dois e que é “hora de seguir em frente”.

“Não confirma uma data, depois diz que precisa de cirurgia e agora pede para fazer uma rodada de treino no meu quintal”, disse.

Publicidade

Na publicação, o magnata ainda afirmou que Dana White, presidente do Ultimate Fighting Championship (UFC), se ofereceu para fazer da luta uma competição legítima para caridade. Haveria a possibilidade de que o evento fosse realizado no Coliseu, em Roma.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.